Gaspar Nobrega/Divulgação
Gaspar Nobrega/Divulgação

Otimista, Magnano assume seleção brasileira de basquete

Campeão olímpico em 2004, técnico argentino elogiou os jogadores e prometeu explorar o potencial do País

AE, Agencia Estado

22 de janeiro de 2010 | 16h04

O argentino Ruben Magnano foi apresentado nesta sexta-feira como técnico da seleção brasileira masculina de basquete. Dono de um currículo respeitável - que inclui o título olímpico de 2004 pela equipe de seu país -, ele mostrou-se otimista com o desafio, e elogiou o potencial do basquete no Brasil.

"É um orgulho para mim como treinador que a CBB tenha confiado em mim. Estou muito feliz, não pensava que a reação à chegada de um argentino seria tão boa. Tanto na Argentina quanto aqui a recepção à notícia foi muito boa", disse Magnano, que disse ser um admirador do talento brasileiro.

"Já me perguntaram sobre o Mundial [de 2010, na Turquia], se havia alguma posição como objetivo. O que quero fazer é iniciar um projeto que possa explorar o potencial do País. Pelo material humano que o Brasil tem, deveria estar apenas", afirmou o novo treinador ao SporTV.

Magnano revelou que vai viajar aos Estados Unidos e à Europa, para conhecer e conversar com jogadores da seleção que atuam na NBA e nas ligas europeias. Um dos objetivos é falar sobre o comprometimento dos atletas com a seleção, sobretudo no caso do pivô Nenê, do Denver Nuggets.

"Quero contar com todos eles. A primeira coisa que me perguntei foi ''por que Nenê não estava jogando na seleção?'' O importante seria contar com ele, por toda a importância que ele tem", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.