Ourinhos bate Catanduva e é tricampeão do Nacional

A hegemonia do basquete feminino brasileiro continua nas mãos de Ourinhos. Nesta sexta-feira, o time comandado pelo técnico Paulo Bassul faturou o tricampeonato do Nacional ao vencer o Catanduva por 65 a 61, em pleno Ginásio Anuar Pachar, em Catanduva.Com o triunfo, o Ourinhos fechou com tranqüilidade a série melhor de cinco das finais em 3 a 0, pois ganhou o primeiro jogo por 67 a 49 e o segundo por 59 a 56, ambos em casa.O Catanduva começou melhor o jogo e fechou o primeiro quarto na frente, com 22 a 19. No entanto, a partir do segundo período o Ourinhos impôs sua melhor qualidade técnica e abriu vantagem. O Catanduva chegou a encostar e diminuir a diferença para dois pontos, mas cometeu muitos erros e não conseguiu a virada.A ala Chuca, com 25 pontos, e a pivô Lisdeivi, com 22 (mais 13 rebotes), de Ourinhos, foram as cestinhas do título. "Esse ano que passou foi um pouco complicado pela troca de técnico, mas o trabalho e o objetivo foi o mesmo", disse Chuca, referindo-se à entrada de Bassul no lugar de Antônio Carlos Vendramini, que havia conquistado os outros dois títulos."As pessoas envolvidas no processo tiveram tranqüilidade até nas derrotas. Esse grupo mereceu demais, não falo só pelo nível delas, que é muito alto, mas porque elas se dedicaram muito", comemorou Bassul.Atualizado às 22h50

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.