Ourinhos e Catanduva decidem o Nacional de basquete

Equipes vencem jogos com autoridade e fecham a série melhor-de-cinco das semifinais em 3 a 0

AE, Agencia Estado

11 de janeiro de 2010 | 23h05

Os times das cidades paulistas de Ourinhos e Catanduva vão duelar, mais uma vez, na final do Nacional Feminino de basquete. Nesta segunda-feira, ambos venceram seus jogos e fecharam as série melhor-de-cinco das semifinais da competição em 3 a 0.

O Colchões Castor/FIO/Unimed/Ourinhos, comandado pelo técnico Urubatan Paccini, derrotou o Santo André (SP) por 69 a 55 (32 a 30 no primeiro tempo), no ginásio Pedro Dell?Antonia, em Santo André. A cestinha da partida foi a ala Ariadna Felipe, que anotou 23 pontos pelo time do ABC paulista. Por Ourinhos, a ala Micaela Jacintho converteu 18.

Já o Açúcar Cometa/Unimed/Catanduva venceu novamente o VivoSabor/Unimed/Folhamatic/Americana (SP) e fechou a série com o placar de 69 a 60 (35 a 26 no primeiro tempo), no ginásio Anuar Pachá, em Catanduva. A cestinha da partida foi a ala Karla Costa, de Americana, com 27 pontos. A principal pontuadora de Catanduva foi a pivô Silvia Gustavo, com 13.

"As quatro equipes tinham chances de ir à final. O resultado de três a zero tanto na nossa série como na de Catanduva foram surpresa. As partidas foram equilibradas, muito disputadas, mas estávamos esperando mais jogos. Terminamos a semifinal junto com Catanduva, o que significa que vamos ter o mesmo tempo de descanso até a disputa pelo título", comentou Urubatan Paccini.

"Já estamos na final e isso é um alívio muito grande para a equipe. É a compensação de todo o trabalho que foi feito até agora. A partida foi bastante acirrada, erramos muitos lances livres, mas conquistamos a vitória. A defesa sempre pode melhorar. Cumprimos o nosso dever e agora vamos dormir pensando na final", comentou a pivô Silvia Gustavo, de Catanduva.

A decisão do Nacional será novamente em uma série melhor-de-cinco e começará na próxima segunda na casa do Ourinhos, que tem a vantagem de disputar, se necessário, três partidas como mandante. Esta é a terceira vez que os dois times se enfrentam na final. Em 2006 e 2007, Ourinhos levou a melhor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.