Para Stern, escândalo da arbitragem é o pior momento da NBA

Chefão da Liga Norte-Americana afirma que o árbitro Tim Donaghy atuava sozinho nas apostas ilegais

25 de julho de 2007 | 12h22

Principal dirigente da NBA, David Stern se pronunciou pela primeira vez sobre o escândalo envolvendo o árbitro Tim Donaghy, que está sendo investigado pelo FBI por participar de apostas milionárias em jogos da Liga que o mesmo apitou durante as temporadas 2005/2006 e 2006/2007.   Stern não quis falar diretamente sobre a atuação de Donaghy nas partidas, mas contou que o ocorrido com o árbitro é o ponto mais negativo da história da NBA. "Estamos aguardando os advogados de Donaghy enviarem a defesa, mas o caso é lamentável."   Segundo Stern, Donaghy é o único atleta ou árbitro da NBA envolvido no esquema, que foi descoberto na semana passada. "A NBA nunca passou por situação tão complicada desde que eu assumi o controle. Mas isso se trata de um caso isolado. Estamos diante de um criminoso que atuava sozinho."   As ações do árbitro também teriam ligação com uma máfia que controla as apostas nas principais modalidades esportivas dos Estados Unidos.   Nas últimas 13 edições da Liga, Donaghy apitou 772 jogos na temporada regular e 20 partidas nos playoffs, incluindo cinco nos mata-matas da última temporada - dentre eles  o duelo entre Phoenix e San Antonio - este último campeão da Liga.

Tudo o que sabemos sobre:
NBATim Donaghy

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.