João Pires/LNB
João Pires/LNB

Paulistano enfrenta o Bauru para conquistar o título do NBB

Equipe da capital paulista precisa apenas de mais uma vitória para faturar título inédito

O Estado de S.Paulo

04 de junho de 2017 | 07h00

O Paulistano entra em quadra neste domingo para fazer história no basquete nacional. Com 2 a 0 na série melhor de cinco, o time da capital precisa apenas de mais uma vitória sobre Bauru para conquistar o inédito título do NBB. A partida está marcada para o ginásio Gigantão, em Araraquara, a partir das 14h35, com transmissão da Band e SporTV.

Destaque do jogo 2, na sexta-feira, quando converteu uma bola de três fundamental e foi o cestinha com 20 pontos, o ala Lucas Dias não quer deixar para resolver em São Paulo, em um hipotético quarto confronto. “A gente tem de matar o jogo, não podemos achar que agora podemos levar a decisão para São Paulo”, afirmou o jogador de apenas 21 anos.

“A gente está focado, muito preparado. Apesar de jovens, nós queremos muito ganhar este título. Estamos com muita euforia, mas temos de controlar isso em quadra”, disse o armador Yago, de 18 anos.

Se o Paulistano se aproxima da conquista, o Bauru quer ganhar sobrevida na série e iniciar mais uma virada, assim como foi contra o Pinheiros no playoff semifinal do torneio. Naquela oportunidade, o time do interior perdia a série por 2 a 0 e virou para 3 a 2.

“Nossa equipe não desiste nunca, vamos em busca desse título também, é o que nós queremos”, disse o ala Jefferson.

Independentemente do vencedor, o título será inédito. Até aqui, em oito edições do NBB, apenas Flamengo (cinco) e Brasília (três) conquistaram o torneio. Se o Paulistano ficar com o troféu, São Paulo terá um campeão depois de 21 anos. A última conquista foi com o Corinthians/Amway, em 1996, que superou o Corinthians/Pony, de Santa Cruz do Sul (RS), sob o comando do lendário Oscar Schmidt.

Tudo o que sabemos sobre:
BasquetePaulistanoBauru

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.