Reprodução/Twitter/NBB
Reprodução/Twitter/NBB

Paulistano sofre no fim, mas vence Bauru e garante vaga na decisão do NBB

Equipe anfitriã abre 15 pontos, vê rival tirar diferença, mas segura resultado e enfrentará o Mogi na inédita final

Estadão Conteúdo

14 Maio 2018 | 22h02

O Paulistano venceu o Bauru por 80 a 77 nesta segunda-feira, em casa, e garantiu vaga na decisão do Novo Basquete Brasil. O time da capital paulista fechou a série em 3 a 2 e agora enfrentará Mogi das Cruzes em final inédita. O primeiro duelo da série melhor de cinco está marcado para sábado, em Mogi.

+ Eliminação do Flamengo encerra vitoriosa carreira de Marcelinho Machado

+ Mogi das cruzes vence o Flamengo e avança pela 1ª vez à final do NBB

+ Mais notícias de basquete

A vitória parecia que viria de maneira tranquila. Com a torcida a seu favor, a equipe anfitriã dominou o primeiro e o segundo quartos e foi para o vestiário com 15 pontos de vantagem no placar. No terceiro, o time de Bauru esboçou uma pequena reação, mas o Paulistano se manteve com folga na frente.

No quarto final, o time da casa vacilou e sofreu nos minutos finais. No apagão, a equipe deve ter se lembrado da derrota na decisão do NBB do ano passado, quando Bauru ficou com a taça. A quatro minutos do fim, Duda acertou de três para o Bauru e deixou o Paulistano em vantagem de 71 a 68.

Com 25 segundos para o término, o Paulistano vencia por 75 a 73, quando a equipe de Bauru teve a posse de bola para empatar. Mas Duda errou a tentativa de três e o Paulistano, com Jhonatan, abriu mais dois de vantagem.

Ainda tinha jogo. Bauru converteu o ataque e cometeu falta em Lucas Dias, que acertou os dois lances livres. A três segundos do término, com 80 a 77, Bauru teve o ataque para levar o jogo para a prorrogação, mas Duda errou tentativa dos três pontos.

No Paulistano, o destaque da partida foi Lucas, que anotou 21 pontos, pegou cinco rebotes e deu três assistências. Dreyk e Jhonatan também fizeram um bom jogo. O primeiro fez 17 pontos e o outro 15. Pelo lado de Bauru, Anthony anotou 18 pontos e Duda, um dos principais responsáveis pela reação no fim, fez 16.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.