Tingshu Wang/ Reuters
Tingshu Wang/ Reuters

NBA faz pesquisa com jogadores para saber se querem retomar a temporada

Representantes do sindicato dos atletas enviaram mensagens de texto pedindo uma resposta sim ou não à seguinte pergunta: "Você quer tentar jogar novamente nesta temporada?"

Redação, AFP

13 de maio de 2020 | 09h40

O sindicato dos jogadores da NBA lançou uma pesquisa interna entre seus membros nesta terça-feira para determinar sua posição diante de uma possível retomada desta temporada em meio à atual pandemia do novo coronavírus, informou a rede ESPN.

Representantes do sindicato (NBPA) começaram a enviar mensagens de texto aos jogadores pedindo uma resposta sim ou não à seguinte pergunta: "Você quer tentar jogar novamente nesta temporada?", de acordo com o jornalista da ESPN, Adrian Wojnarowksi.

As respostas obtidas dos mais de 400 jogadores da liga serão confidenciais, garantiram os representantes de acordo com o relatório da ESPN. A NBA suspendeu a temporada regular em 12 de março, quando faltavam 259 jogos além dos playoffs.

Desde sexta-feira passada, as equipes podem retomar determinadas atividades e receber seus jogadores para treinamento voluntário e individual, que ocorre sob rígidos protocolos de segurança.

No mesmo dia, o comissário da NBA, Adam Silver, participou de uma conferência com os jogadores, na qual ele detalhou os cenários em que eles estão trabalhando para tentar retomar os jogos e descreveu as consequências financeiras que a pandemia está tendo para a competição.

Um eventual cancelamento da temporada também afetaria os salários dos jogadores, que começarão a ter as primeiras reduções salariais a partir deste mês. O principal cenário contemplado pela liga para retomar os jogos é concentrar equipes em uma ou duas cidades para isolar os jogadores o máximo possível dos riscos do vírus. A NBA pode esperar pelo menos até o início de junho para decidir o futuro da temporada, disse Silver aos jogadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.