Fiba/Divulgação
Fiba/Divulgação

Petrovic fecha lista de 12 atletas para jogos das Eliminatórias da Copa América

Delegação está na Argentina para enfrentar Panamá e Paraguai com um número reduzido de pessoas por causa da covid-19

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de novembro de 2020 | 19h09

Com uma delegação reduzida, o Brasil já está na Argentina para os jogos pelas Eliminatórias da Copa América de 2022. O técnico Aleksandar Petrovic definiu o grupo com os 12 jogadores e foi acompanhado apenas de um auxiliar, Léo Figueiró, treinador do Bauru. César Guidetti e Bruno Savignani ficaram fora para atender orientação da Fiba (Federação Internacional de Basquete) por causa da pandemia do novo coronavírus.

A seleção brasileira enfrenta o Panamá no dia  27 de novembro, às 12h10. Já o duelo contra o Paraguai será no dia 28 de novembro, às 13h10. As duas partidas serão no Ginásio do Obras Basket, em Buenos Aires. 

Da lista original, divulgada em 23 de outubro, o treinador cortou Jhonatan Luz, Pedro Nunes e Léo Demétrio, todos do Flamengo, além de Dikembe (Bauru) e Lucas Bebê (Fortaleza Basquete Cearense). Márcio, de Franca, entrou como novidade para completar o grupo de 12 atletas.

Todos seguiram o Protocolo da Fiba, realizando dois testes de covid-19 (PCR), na semana anterior ao embarque. Os atletas ainda terão de obter mais um negativo no teste PCR que será realizado já na 'bolha' na Argentina. 

Além disso, os atletas têm recebido orientações da Confederação Brasileira de Basquete sobre os cuidados com o covid-19, todos de acordo com o Protocolo de Retorno ao Esporte, elaborado pela área médica da entidade, sob comando do médico Carlos Andreoli.

A seleção vai contar os armadores Yago (Flamengo), Caio Pacheco (Bahía Basket), Alexey (Bauru) e Georginho (São Paulo), os alas Gui Santos (Minas), Cauê Borges (Paulistano), Danilo Fuzaro (Franca), Lucas Dias (Franca), Marcio (Franca) e Gabriel Jaú (Bauru) e os pivôs Rafael Mineiro (Flamengo) e Lucas Mariano (São Paulo).

"Teremos quatro armadores, mas isso não é nenhum tipo de problema. De 15 a 20 minutos, vamos jogar com dois armadores ao mesmo tempo, porque temos armadores diferentes. Essa experiência pode ser muito boa. Além disso, está tudo 'normal'. Lucas Mariano está muito bem no São Paulo e merece essa convocação. Os demais, já vêm participando de outras janelas. Estou feliz com esses atletas"afirmou Petrovic.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.