Divulgação/Fiba
Divulgação/Fiba

Petrovic vibra com sorteio e confia em classificação para a Olimpíada

Técnico da seleção masculina de basquete se mostra aliviado após saber que enfrentará Tunísia e Croácia na primeira fase

Marcio Dolzan, do Rio, Estadão Conteúdo

27 de novembro de 2019 | 12h28

Aliviado após o sorteio que definiu os adversários do Brasil no Pré-Olímpico de basquete masculino, o técnico Aleksandar Petrovic alertou que a seleção brasileira terá que ter muita atenção mesmo diante de adversários mais fracos. Marcado para junho do próximo ano, o torneio dará apenas uma vaga em cada um dos quatro grupos.

O Brasil irá disputar sua sorte na Croácia. Na cidade de Split, a seleção ficou no Grupo B e terá, além dos donos da casa, a Tunísia como adversária na primeira fase. Os dois melhores farão semifinais diante dos dois classificados da chave A, que terá Alemanha, Rússia e México. Quem finalmente vencer a final depois disso estará garantido nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

Dos adversários, o único que realmente mete medo é a Croácia, principalmente por jogar em casa. "Uma coisa boa é que eu a conheço a profundamente, seus problemas e virtudes", disse Petrovic, que é croata. "Mas importante não é só ganhar da Croácia no começo. É importante ganhar da Tunísia, porque aí estaremos na semifinal. Depois, poderemos cruzar novamente com a Croácia (na final). Não preciso mostrar todas as cartas para a Croácia no primeiro jogo", disse Petrovic, em coletiva de imprensa realizada no Rio.

"Não é fácil chegar aos Jogos Olímpicos, mas pelo que poderia acontecer, hoje tivemos um pouco de sorte", comentou o treinador. "Vencer esta competição é possível." O técnico nunca escondeu que seu maior temor seria cair no torneio sediado pela Sérvia, e vibrou quando, durante o sorteio, o Brasil ficou de fora do cruzamento com eles.

O Pré-Olímpico será disputado em junho, e o treinador fará a convocação da equipe em maio. Aleksandar Petrovic já antecipou que convocará apenas os 12 atletas que irão para a competição, além de deixar outros três em stand-by para se precaver de alguma eventual lesão.

O técnico disse também que pretende contar com força máxima, e para tanto espera poder chamar os cinco chamados "veteranos": Alex, Leandrinho, Anderson Varejão, Marquinhos e Marcelinho Huertas.

Sobre isso, ele ressaltou a importância de Varejão definir uma equipe para atuar nesta nova temporada. "(Não importa a liga,) Pra mim é igual. O importante é que ele jogue, que treine. O fundamental é que no futuro próximo jogue", pontuou o treinador.

Antes do Pré-Olímpico, o Brasil fará dois jogos oficiais com o Uruguai, em fevereiro, válidos como qualificatórios para a Copa América. Para essa convocação, o treinador promete surpreender e convocar atletas mais novos. Petrovic tem rodado o Brasil e, em dezembro, irá à Espanha acompanhar os brasileiros que atuam por lá. Depois, fará um tour pelos Estados Unidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.