Pivô brasileiro é expulso em vitória do Utah Jazz na NBA

A tranqüila vitória do Utah Jazz sobre o Atlanta Hawks por 102 a 76 não foi tão comemorada pelo pivô Rafael ´Baby´ Araújo. O brasileiro foi expulso de quadra após cometer uma falta flagrante no início do último período. A vitima de Baby foi Marvin Williams, cestinha do Hawks na partida. O ala partia para a cesta quando colidiu com o pivô brasileiro, que foi expulso na hora. Mesmo assim, a torcida local aplaudiu Baby, que jogou 11 minutos, fez dois pontos e pegou quatro rebotes. "Na NBA, sempre há faltas duras, mas realmente acho que você está passando do limite quando começa a bater na cabeça de alguém", reclamou Willians. O técnico do Atlanta, Mike Woodson, pediu que a diretoria da liga norte-americana revisasse o lance para suspender o brasileiro. Já o treinador do Jazz, Jerry Sloan, disse que entendeu a falta como um lance comum de jogo. "Pelo que vi, foi o impacto de um jogador contra um outro maior e mais forte. Obviamente a liga vai analisar o que ocorreu e tirar sua conclusão."Mas o histórico de desentendimentos entre Baby e Williams é antigo. Na liga de verão Rocky Mountain Revue do ano passado (prévia para a temporada da NBA), os dois já haviam se desentendido depois de duas faltas do brasileiro que o americano havia achado desleais, porém, a torcida ficou do lado do brasileiro e vaiou o ala do Atlanta.

Agencia Estado,

13 de fevereiro de 2007 | 11h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.