Reprodução
Reprodução

Pivô do New York Knicks é suspenso por violar política antidoping da NBA

Joakin Noah ficará ausente do time por 20 partidas entre esta temporada e a próxima

O Estado de S.Paulo

25 de março de 2017 | 16h06

A fase do New York Knicks realmente não está fácil. Com uma campanha bem abaixo do esperado, a tradicional equipe praticamente já não tem mais chances de se classificar aos playoffs da NBA. Como se não bastasse isso, o pivô Joakim Noah receberá uma suspensão de 20 partidas por ter violado a política antidoping da liga.

"Joakim Noah, do New York Knicks, foi suspenso por 20 jogos por violar os termos da NBA no Programa Anti-Drogas por testar positivo para andrógino seletivo Receptor Modulador LGD-4033", disse a NBA em comunicado.

Contratado no início da temporada para ser o "dono" do garrafão da equipe, Noah, de 32 anos, assinou um contrato de US$ 72 milhões por quatro anos. Apesar de toda a expectativa, ele não correspondeu e, após sofrer várias lesões, conseguiu médias de apenas 5 pontos e 8,8 rebotes por jogo. Ele não atua desde o dia 4 de fevereiro, quando passou por uma operação de artroscopia no joelho esquerdo.

De acordo com a NBA, Noah começará a cumprir sua suspensão "no primeiro jogo da temporada regular ou playoff para o qual esteja disponível e fisicamente capaz de jogar". Por estar se recuperando de cirurgia, o francês já perderia os últimos dez jogos do Knicks na temporada regular, sendo que hoje o time alimenta chances retomas de classificação aos playoffs.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.