Cary Edmondson / USA Today
Cary Edmondson / USA Today

Poole estudou Curry, aprimorou arremesso na pandemia e se tornou o terceiro 'Splash Brother'

Reserva do Golden State Warriors cresceu na ausência do astro ao longo da temporada e no início dos playoffs e está sendo importante na final da NBA contra o Boston Celtics  

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2022 | 19h30

A primeira aparição em um jogo de final da NBA foi desastrosa para Jordan Poole. O principal reserva do Golden State Warriors registrou um desempenho ruim no ataque e foi o alvo preferido do Boston Celtics para definição das jogadas. Resiliente, o jogador provou no confronto seguinte que mudou o seu status e foi um dos responsáveis pela vitória que leva sua equipe para o terceiro encontro em igualdade na série. A partida será nesta quarta-feira, às 22h, no TD Garden.

"Sempre fiz as pessoas engolirem as próprias palavras. Nunca falei nada de ninguém. Só fico quieto, aceito tudo e deixo meu jogo falar", afirmou Poole, que havia sido duramente criticado pelo comportamento no primeiro jogo. No segundo, o armador anotou 17 pontos, com 55,6% nos arremessos de três pontos (5/9), aproveitamento superior ao do astro Stephen Curry (41,7%).

Poole tem no companheiro o seu espelho. O reserva trabalhou para ser um substituto à altura de Curry. Alcançou o objetivo em muitos momentos da temporada regular e até no início dos playoffs, quando o astro da franquia iniciou como reserva na série contra o Denver Nuggets por estar voltando de lesão.

A virada na carreira de Poole aconteceu em um momento de incerteza no mundo por causa da pandemia do coronavírus. A temporada da NBA foi paralisada em março e voltou apenas em julho. Neste período, o armador deu o primeiro passo para melhorar o jogo. Segundo Kendra Andrews, especialista em basquete da ESPN, ele ligou para Chris DeMarco, treinador de desenvolvimento de habilidades individuais da comissão técnica de Steve Kerr, para pedir ajuda.

Poole e DeMarco trabalham nas instalações do Golden State em isolamento. Apenas os dois, uma bola e sempre com máscaras. O foco principal foi o arremesso. O jogador queria melhorar o seu aproveitamento e, claro, copiar o estilo de Curry fez parte do processo. O armador adotou uma mecânica mais rápida.

Claro que o resultado não foi imediato. Poole viveu momentos de crise sem converter tantas bolas quanto gostaria e foi até mandado para atuar na G-League, liga secundária da NBA, para ter mais minutos em quadra.

Deu então o segundo passo. Poole entrou de cabeça na matéria Stephen Curry. Isso mesmo! O armador estudou as nuances que transformaram o companheiro em astro. O principal aspecto (depois do arremesso, claro) foi observá-lo sem a bola. Como ele se movimentava em quadra, os espaços que ocupava e os que abriria para os outros jogadores. DeMarco o fez assistir inúmeros vídeos. 

Ele foi aprovado com louvor. O resultado foi o encaixe perfeito, em especial com Draymond Green. Poole trabalhou arduamente para ganhar a confiança do companheiro com quem quase brigou em uma partida contra o Minnesota Timberwolves, em outubro de 2021.

Na temporada regular, em 76 jogos, o armador registrou médias de 18,5 pontos, 3,4 rebotes e 4 assistências, com 30 minutos em quadra. Nos playoffs, são 17,8 pontos, 3,1 rebotes e 4,3 assistências. O aproveitamento dos arremessos de quadra subiu de 44,8% para 51,6%. Já nos três pontos, Poole foi de 36,4% para 39,8%.

O desempenho rendeu ao reserva o apelido de terceiro Splash Brother, ao lado de Stephen Curry e Klay Thompson. A alcunha surgiu por causa dos arremessos certeiros da linha de três da dupla que conquistou três títulos da NBA e quer o quarto, agora com o "irmão" mais novo. 

"Eu não poderia ter me colocado em uma situação melhor quando a oportunidade chegasse", resumiu Poole, que, no jogo 2 acertou um arremesso do meio da quadra no terceiro período, no melhor estilo Curry.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.