Barton Silverman/The New York Times
Barton Silverman/The New York Times

Primeiro gay da NBA fecha contrato de 10 dias com os Nets

Jason Collins já treinou em Nova York e forma física aprovada pelos treinadores da equipe

O Estado de S. Paulo

23 de fevereiro de 2014 | 18h57

NOVA YORK - No fim da última temporada da NBA, Jason Collins revelou que é homossexual, o primeiro jogador da liga americana a fazer isso. Logo depois da declaração, o pivô de 35 anos se tornou agente livre e, desde então, não assinou contrato com nenhum time. No entanto, na última semana, o Brooklyn Nets anunciou interesse em Collins e fechou um contrato de apenas 10 dias.

Como não conseguiu contratar nenhum jogador para a posição no período de trocas, que se encerrou na última quinta-feira, os Nets devem fechar seu elenco com agentes livres.

"Estamos observando todos os jogadores que são grandes e ele é um desses caras. Mas temos outros nomes para observar também", declarou Billy King, gerente dos Nets, ao jornal New York Times.

Collins já treinou com a equipe no fim de semana passado, em Nova Iorque, e os treinadores atestaram a boa forma do atleta.

"Não tem nada a ver com marketing ou qualquer coisa do tipo. Se trouxermos alguém para os Nets é porque sentimos que ele pode ajudar nosso time", completou King.

Antes de Jason Collins, nenhum atleta das quatro maiores ligas americanas - NBA (basquete), NFL (futebol americano), MLB (beisebol) e NHL (hóquei) - tinha assumido sua orientação sexual publicamente.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBABrooklyn NetsJason Collins

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.