Bill Streicher/ USA Today Sports
Bill Streicher/ USA Today Sports

Procuradores turcos pedem extradição de jogador da NBA, diz agência

Enes Kanter, do New York Knicks, teria ligações com acusados de orquestrar tentativa de golpe de Estado

Reuters, O Estado de S.Paulo

16 Janeiro 2019 | 13h14

Procuradores turcos pediram a extradição do jogador de basquete Enes Kanter, do time norte-americano New York Knicks, devido a ligações com um clérigo acusado de orquestrar uma tentativa de golpe de Estado na Turquia em 2016, reportou a agência de notícias estatal Anadolu.

Kanter, crítico explícito do presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, foi indiciado por um tribunal turco no ano passado por supostamente fazer parte de um “grupo terrorista armado”, após ser contactado repetidamente por pessoas próximas ao clérigo islâmico Fethullah Gulen, que mora nos Estados Unidos. A Procuradoria de Istambul não estava disponível de imediato para comentar a reportagem nesta quarta-feira.

Na terça-feira, a Anadolu disse que procuradores haviam solicitado a emissão de um “alerta vermelho” da Interpol para localizar e prender Kanter para extradição. Segundo a agência, o pedido de extradição inclui comentários sobre Gulen feitos em redes sociais por Kanter, que frequentemente declara apoio ao clérigo.

A Turquia já revogou o passaporte de Kanter e o declarou um fugitivo devido ao apoio a Gulen, que Ancara acusa de ser responsável por uma tentativa fracassada de golpe de Estado em julho de 2016. Gulen nega. Em maio de 2017, Kanter teve a entrada negada na Romênia devido ao cancelamento de seu passaporte turco.

No início deste mês, Kanter disse que não irá a Londres para disputar um jogo da NBA do Knicks porque teme ser assassinado por criticar Erdogan.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.