Promotores pedem 3 meses de prisão a Gilbert Arenas

Os promotores do caso do ala/armador Gilbert Arenas, do Washington Wizards, julgado por levar quatro armas de fogo ao vestiário da equipe, pediram nesta terça-feira três meses de prisão ao jogador.

AE, Agencia Estado

23 de março de 2010 | 20h47

O advogado de Arenas, por outro lado, pediu liberdade condicional e serviços comunitários para seu cliente, que está suspenso pela NBA desde janeiro e não atuará mais nesta temporada. A sentença definitiva sairá em três dias.

Arenas já se declarou culpado, no dia 15 de janeiro, por ter violado a lei sobre posse de armas de fogo do Distrito de Colúmbia. A aceitação de culpabilidade fez parte do acordo para reduzir o pedido de cinco anos de prisão para seis meses, agora novamente diminuído para três.

Mas o juiz que analisa o caso poderá não levar em conta nenhum dos pedidos apresentados, condenando Arenas a cinco anos de reclusão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.