NBA
NBA

Raptors contará com MVP da G League nos playoffs da NBA

Lorenzo Brown registrou médias de 18,8 pontos e 8,9 assistências na liga de desenvolvimento da NBA

Estadão Conteúdo

11 de abril de 2018 | 13h10

O Jogador Mais Valioso (MVP, na sigla em inglês) da G League, a liga de desenvolvimento da NBA, agora está elegível para ser aproveitado nos playoffs do principal campeonato de basquete dos Estados Unidos.

+ Philadelphia 76ers vence a 15ª seguida e se mantém na 3ª posição no Leste

+ Thunder, Pelicans e Spurs vencem e se garantem nos playoffs da NBA

Nesta quarta-feira, o Toronto Raptors confirmou ter alterado o contrato que possuía com o armador Lorenzo Brown para permitir que ele atue na pós-temporada da NBA, que começará no próximo fim de semana. Até então, Brown possuía um acordo híbrido com o time canadense, que não contava com ele no seu elenco principal, mas o mantinha vinculado.

O jogador era utilizado na G League pelo Raptors 905, uma "filial" do time canadense, que foi campeão da sua conferência nesta liga e caiu na final da temporada para o Austin Spurs. Brown registrou médias de 18,8 pontos e 8,9 assistências na liga de desenvolvimento, desempenho que o levou a ser eleito o MVP do torneio.

Eventualmente, Brown também era aproveitado pelo Raptors na NBA. Foram, até agora, 14 jogos, com médias de 2,3 pontos e 1,1 rebote. O seu melhor desempenho foi na última segunda-feira, quando marcou 11 pontos contra o Detroit Pistons. E, nesta quarta-feira, estará na Flórida para o duelo com o Miami Heat, o último do seu time na temporada regular.

O Toronto Raptors já assegurou a liderança da Conferência Leste da NBA e agora espera a definição do seu adversário na primeira rodada dos playoffs. Antes de assinar com o Raptors, Brown, de 27 anos, também possui passagens por Philadelphia 76ers, Minnesota Timberwolves e Phoenix Suns na liga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.