Reunião avalia Nacional de Basquete

A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) convocou, para esta quinta-feira, os dirigentes de clubes e federações para uma avaliação do Campeonato Nacional de 2005, às 14 horas, no auditório do Jóquei Clube do Rio. A Nossa Liga de Basquete (NLB), reunida nesta quarta, em São Paulo, depois de muita discussão decidiu mandar para o Rio "uma comissão grande, formada por dez equipes (dentre elas Minas, Paulistano, Telemar e Limeira), representando as 40 que estão vinculadas à entidade", segundo explicou Oscar Schmidt, presidente da liga. A proposta teve 27 votos contra 5 para a NLB não ir à reunião, incluindo o de Oscar. "Vamos ouvir o que eles têm a dizer", disse Oscar, que entregará à CBB a documentação - incluindo o registro (CNPJ) - da NLB. Oscar insiste que nada vai mudar a existência da NLB. Se a CBB não reconhecer a NLB nada muda - o campeonato brasileiro da entidade deve iniciar em outubro. "Não aceitamos o nome ?pirata? porque temos registro legal", afirmou Oscar. Nem a saída do Grupo Salgado Filho, que tem três equipes, ou a não adesão do COC/Ribeirão Preto, mudará a situação. "Eles já não apoiavam mesmo", afirmou. Oscar lamentou a ausência do presidente da Federação Paulista de Basquete, Tony Chakmati, na reunião. O dirigente prometeu intermediar um acordo entre a NLB e a CBB.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.