Reunião nesta terça-feira tenta salvar a CBB e o Nacional

O basquete brasileiro tentará nesta terça-feira sair da profunda crise em que está mergulhado durante uma reunião entre representantes da Confederação Brasileira de Basquete (CBB), presidentes de federações e representantes de clubes. O encontro será na sede da Federação Paulista de Basquete (FPB) às 18 horas. Até esta segunda, o Campeonato Nacional Masculino estava paralisado e a CBB estava ameaçada de ter sua diretoria destituída por causa de duas liminares.O encontro tem como objetivo resolver as pendências jurídicas. Em uma delas, os presidentes das federações do Rio , Paraná e Espírito Santo obtiveram uma liminar que afasta o presidente da CBB, Gerasime Grego Bosikis, e seus diretores. O documento, no entanto, não foi entregue ontem na sede da entidade, e o expediente foi normal. ?Não temos nada contra o Grego como pessoa, mas suas decisões administrativas que resultaram em várias ações judiciais estão causando prejuízos ao basquete e queremos saber quem vai pagar a conta?, explica o presidente da federação carioca, Pedro Arantes.O outro problema envolve a equipe do Universo/BRB/DF, que obteve liminar que paralisou o Campeonato Nacional. O clube se considera prejudicado pela decisão da Justiça que, também por liminar, autorizou a inscrição do jogador Armandinho, da Telemar/Rio no hexagonal semifinal. ?Acionamos a Justiça porque nos consideramos prejudicados pela decisão judicial e pretendemos defender nossos direitos. Temos para nós que Armandinho foi inscrito fora do prazo?, disse o presidente da equipe do Universo, Jorge Bastos. Segundo ele, o time segue treinando pois se a Justiça for favorável, o time disputará a final do Nacional.Na Telemar, os dirigentes defendem que Armandinho foi inscrito no prazo estipulado pela CBB.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.