Roy Tarpley, ex-jogador banido da NBA, morre aos 50 anos

Causa da morte do ex-atleta do Dallas Mavericks, que teve carreira interrompida pelo abuso de drogas, não foi revelada pelo médico

Estadão Conteúdo

10 de janeiro de 2015 | 13h17

Roy Tarpley, um ex-ala/pivô do Dallas Mavericks cuja carreira na NBA foi interrompida devido ao abuso de drogas, morreu. Ele tinha 50 anos. O relatório de um médico legista do Condado de Tarrant indicou que Tarpley morreu no hospital Health Arlington Memorial, perto de Dallas. A causa da sua morte não foi revelada.

"Nossas condolências à família de Roy Tarpley", escreveu no Twitter Mark Cuban, proprietário do Mavericks. "Descanse em paz Roy. Os fãs do Mavs em toda a parte lembram de você com carinho".

Tarpley, de 2,14 metros, foi a sétima escolha do Draft da NBA de 1986, procedente da Universidade de Michigan. Ele jogou pelo Mavericks até outubro de 1991, quando foi expulso da NBA pela utilização de cocaína.

Ele jogou na Grécia até que a NBA o readmitiu em 1994. Tarpley assinou um contrato de seis anos e US$ 20 milhões com o Mavericks, mas foi expulso permanentemente da NBA em dezembro de 1995 por uso de álcool e por violar os temos do programa de reabilitação imposto por um tribunal.

Tarpley teve médias de 12,6 pontos e 10 rebotes em 280 jogos na NBA. Antes da era de Dirk Nowitzki, em que o Dallas venceu seu primeiro campeonato em 2011, Tarpley foi uma das principais figuras do Mavericks.

Na temporada 1987/1988, ele teve médias de 17,1 pontos e 15 rebotes nos 81 jogos da temporada regular e eleito o melhor reserva do campeonato. O Dallas chegou à final da Conferência Oeste naquela temporada, e o jogador teve médias de 17,9 pontos e 12,9 rebotes em 17 partidas dos playoffs. O Dallas sucumbiu em uma série de sete jogos com o Los Angeles Lakers, que foram campeões da liga.

Após o fim de sua carreira na NBA, Tarpley voltou para a Grécia e também jogou no Chipre, Rússia e China. Ele teve passagens por ligas menores dos Estados Unidos e atuou pela última vez em 2006.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBARoy Tarpley

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.