Darko Vojinovic/AP
Darko Vojinovic/AP

Rússia e França vencem pelo Europeu de basquete

Em competição realizada na Polônia, russos superam a Grécia e franceses passam pela Croácia

Agencia Estado

13 de setembro de 2009 | 19h38

A atual campeã Rússia e a França confirmaram o favoritismo neste domingo e venceram suas partidas pela segunda fase do Campeonato Europeu masculino de basquete. Enquanto os russos derrotaram a Grécia, que ficou com o título em 2005, os franceses superaram a Croácia e se mantiveram como melhor seleção da competição, com cinco vitórias e 100% de aproveitamento.

Diante dos gregos, a Rússia fez um jogo equilibrado, decidido apenas nos minutos finais. O ala Kelly McCarty foi o grande destaque da partida, com 17 pontos e nove rebotes. O triunfo deixou os russos na terceira posição do Grupo E, com seis pontos. A Grécia é a vice-líder da chave, com sete pontos.

Já a França teve mais facilidade diante da Croácia e controlou bem o jogo na segunda metade. Os franceses foram liderados pelo armador Tony Parker, jogador do San Antonio Spurs na NBA. Ele marcou 24 pontos, distribuiu seis assistências e agarrou o mesmo número de rebotes para deixar sua seleção na liderança do Grupo E, com oito pontos. Os croatas, por sua vez, estão em quarto, com cinco.

Pela mesma chave, a Alemanha foi surpreendida e conheceu sua quarta derrota no Europeu. Diante da Macedônia, que tinha vencido apenas um jogo na primeira fase, os alemães perderam por 86 a 75. Mesmo com a vitória, a Macedônia continua na lanterna do Grupo E, agora com cinco pontos. Com a mesma pontuação, a Alemanha é a quinta colocada.

Nesta segunda fase do torneio, 12 seleções estão divididas em dois grupos. As quatro melhores de cada chave avançam às quartas de final. Na classificação, são considerados os resultados da primeira fase, com exceção dos jogos que envolveram as seleções eliminadas. O Europeu de basquete é realizado na Polônia e dá seis vagas para o Mundial do ano que vem, em Istambul, na Turquia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.