Sampaio Corrêa bate Corinthians/Americana e fica perto do título

Segundo colocado da fase de classificação, o Sampaio Corrêa está muito perto de ganhar a Liga de Basquete Feminino (LBF) logo em sua primeira temporada com um time profissional. Nesta terça-feira, a equipe do Maranhão voltou a vencer o Corinthians/Americana na casa do rival, no Centro Cívico, no interior de São Paulo, desta vez por 83 a 66.

Estadão Conteúdo

19 de abril de 2016 | 20h20

Com o resultado, abriu 2 a 0 na série decisiva da LBF, uma vez que já havia vencido a primeira partida, domingo, por 81 a 58. Agora, o Sampaio precisa ganhar só mais um dos próximos três jogos para ficar com o título. E os dois próximos serão em São Luis.

Se vencer no domingo, às 14h30, no Castelinho, garante o título. Caso o Corinthians ganhe, força a quarta partida, na terça-feira que vem, também no Castelinho. Se a série ficar empatada, a decisão fica para o outro sábado, dia 30, aí sim em Americana.

Os dois times têm sete das 15 jogadoras convocadas pelo técnico Antonio Carlos Barbosa para o Sul-Americano. Babi, Gilmara e Joice jogam pelo Americana, enquanto Isabela Ramona, Iziane, Karina Jacob, Nádia e Palmira são do Sampaio. Damiris, também do Americana, não foi chamada para o Sul-Americano porque estará na WNBA, mas é nome certo na Olimpíada.

O destaque dessa segunda partida final foi a ala Iziane, que anotou 32 pontos. A veterana, maranhense, jogava ano passado pelo Maranhão Basquete, e trocou de equipe para seguir no seu estado natal. Pelo Corinthians, Damiris fez 28 pontos e ainda pegou 11 rebotes.

Essa é quinta final consecutiva do Americana, campeão em 2011/2012 sobre o Ourinhos e vice em 2013 derrotado pelo Sport. Em 2013/2014 o time do técnico Vendramini deu o troco sobre o Sport e em 2014/2015 ganhou do América-PE. Além de Americana, Sampaio Corrêa, a LBF contou com apenas outros quatro clubes: Maranhão, América-PE (semifinalistas), Santo André e Presidente Venceslau.

Tudo o que sabemos sobre:
LBFBasquete

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.