Divulgação/São José
Divulgação/São José

São José derrota Brasília e se mantém no páreo por vaga no G-4 do NBB

Desfalcada de quatro jogadores, equipe do Vale do Paraíba vence em casa com grande atuação de Fúlvio e Andre Laws

O Estado de S. Paulo

30 de março de 2013 | 20h26

São Paulo - São José continua no páreo por uma vaga no G-4 do NBB. A equipe do Vale do Paraíba chegou à 20ª vitória ao derrotar o Uniceub/Brasília por 84 a 79, jogando em casa, neste sábado. Os quatro primeiros avançam diretamente às quartas de final da competição.

Na reedição da final do último NBB, São José jogou desfalcado de Murilo, Deivisson, Luiz Felipe e Álvaro. Jefferson, improvisado na posição 5, se virou muito bem no garrafão, anotando 20 pontos, embora tenha precipitado algumas jogadas. Fúlvio, um dos jogadores que pecaram na derrota para os Capitanes de Arecibo (Porto Rico), que selou a eliminação na Liga das Américas, contribuiu com grande atuação: 18 pontos e nove assistências, algumas realizadas com rara habilidade. O ala/armador Andre Laws, nascido no Alasca, jogou com sua frieza habitual e mostrou uma virtude que nem sempre apresenta. Com apenas 1,86m, foi o reboteiro da partida, com 12 recuperações de bola.

O jovem pivô carioca Erick, de 21 anos e 2,01m, jogou por 24 minutos e se virou bem. Desperdiçou algumas bolas e chegou a enfurecer o técnico Régis Marreli em jogadas atabalhoadas, mas marcou 11 pontos, ajudando a manter o time no páreo enquanto o titular descansava.

Brasília chegou a reagir em algumas oportunidades, e poderia ter imposto mais dificuldades, mas seus jogadores, muito nervosos, foram punidos com faltas técnicas ou antidesportivas em momentos-chave. O bom reserva Isaac, ala paulistano de 22 anos e 1,93m, revelado pelo Casa Branca (SP), manteve o time do Distrito Federal no páreo até o fim. Anotou 15 pontos, sendo dez no último quarto. Ele acertou três arremessos de três pontos em sete tentativas.

“Foi uma grande partida da nossa equipe. Tivemos quatro desfalques importantes, mas mesmo assim conseguimos a vitória. Jogamos na base do improviso, com o Jefferson fazendo a função de pivô, além da boa entrada do Erick. Foi um jogo disputado, mas valeu pela nossa superação. Essa vitória serviu para nós recuperarmos nossa auto estima”, afirmou Fúlvio.

Outros resultados: Paschoalotto/Bauru 66 x 64 Paulistano; Liga Sorocabana 81 x 87 Pinheiros e Tijuca 82 x 79 (na prorrogação). Jogo deste domingo: Basquete Cearense x Suzano, às 17h. 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.