Rubens Chiri/São Paulo
Rubens Chiri/São Paulo

São Paulo e Unifacisa definem o campeão da Liga Ouro no Morumbi

Paulistas e paraibanos se enfrentam nesta sexta-feira, às 20h, no quinto jogo da decisão por uma vaga no NBB

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de maio de 2019 | 05h00

São Paulo e Unifacisa decidem o título da Liga Ouro, torneio de acesso ao Novo Basquete Brasil, nesta sexta-feira, às 20h (horário de Brasília), no ginásio do Morumbi. O quinto e último jogo da série melhor de cinco terá transmissão da ESPN.

Apenas o campeão tem vaga assegurada na próxima temporada do NBB, desde que cumpra as exigências da Liga Nacional de Basquete. 

A equipe de Campina Grande espera repetir o desempenho do primeiro jogo da série, quando fez 81 a 72, no Morumbi. "Chegamos bastante confiantes, sabendo que o jogo será duro, mas que como já demonstrado antes podemos sim ganhar esse jogo na casa deles, mas sempre respeitando o São Paulo", afirmou o técnico da Unifacisa, Eduardo Schafer. 

O São Paulo deu o troco no jogo 2, com um triunfo por 85 a 84, no Morumbi. Depois foi derrotado por 71 a 66 na Paraíba no terceiro encontro e, por fim, bateu a Unifacisa por 86 a 82, na terça-feira, forçando o derradeiro embate. 

"Quando você vai decidir em casa tem muita pressão, assume uma vantagem que você não tem. Não é porque vamos jogar em casa que vamos ganhar. Se você não começa bem, todo o favoritismo que você tinha acaba questionado", analisa Claudio Mortari, técnico do São Paulo.

"Final é um jogo diferente de todos os outros, depende muito do estado emocional, da determinação. As duas equipes comprovaram um equilíbrio enorme, o fator casa não foi predominante e este jogo é uma incógnita. Vamos tentar maximizar nossos pontos fortes e minimizar os da Unifacisa, para fazer o melhor jogo possível", completou.

Eduardo Schafer concorda com o adversário. "Numa série de playoffs cada jogo é um jogo, uma história diferente. Essa série é um exemplo disso, tivemos jogos com características distintas. Não dá pra falar o que de diferente tem que ser feito, mas deve ser um jogo bastante equilibrado e acredito que a equipe que errar menos sairá vitoriosa."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.