Reprodução/Los Angeles Lakers
Reprodução/Los Angeles Lakers

Seis anos depois, Dwight Howard volta aos Lakers e assina por uma temporada

Pivô chega com contrato de produtividade e sem salário garantido

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de agosto de 2019 | 15h38

Seis anos depois de uma temporada sem muito brilho e algumas desavenças com Kobe Bryant, o astro do time na época, o pivô Dwight Howard está de volta ao Los Angeles Lakers. Nesta terça-feira, a franquia californiana da NBA confirmou a contratação do jogador de 33 anos, que tem 15 de experiência na liga profissional norte-americana de basquete.

Contratado depois da confirmação da grave lesão no joelho do pivô DeMarcus Cousins, Howard acertou um compromisso de uma temporada com os Lakers e terá um contrato de produtividade, sem salário garantido. Os valores não foram revelados pela NBA ou pela franquia, mas a imprensa norte-americana fala em cerca de R$ 60 mil por dia em que permanecer no elenco, a partir de 21 de outubro.

O pivô foi a primeira escolha geral do Draft da NBA em 2004 pelo Orlando Magic e ficou na equipe da Flórida até 2012, quando acertou pela primeira vez com os Lakers. A passagem inicial por Los Angeles durou apenas uma temporada. Após vários problemas no ombro direito, polêmica com Kobe Bryant e uma temporada abaixo da média em pontos, foi contratado pelo Houston Rockets.

Com passagens também por Atlanta Hawks, Charlotte Hornets e Washington Wizards, o pivô tenta recuperar o melhor momento na carreira, depois de jogar apenas nove partidas com a franquia da capital norte-americana em 2018.

Howard tem médias de 17,4 pontos, 12,6 rebotes e 2,0 tocos por partida na carreira. Em 15 temporadas, conquistou três vezes o prêmio de melhor defensor, entre 2009 e 2011, além de liderar a liga em rebotes cinco vezes e ser eleito para o All-Star Game (Jogo das Estrelas) em oito oportunidades. O pivô, que geralmente usa a camisa 12, é o jogador em atividade com mais rebotes (13.184) e tocos (2.051) na NBA.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.