Seleção ainda luta para ter Nenê

Bem que José dos Santos, empresário nos Estados Unidos de Maybyner ?Nenê? Hilário, tinha avisado que o pivô não poderia ser dado como certo na seleção brasileira para o Mundial de Indianápolis, em setembro, pois tinha um "novo patrão" - o Denver Nuggets, da NBA - e faria o que "ele determinasse". Nenê nem chegou a ser relacionado entre os 11 jogadores do Brasil que viajam domingo para disputar a Copa do Mundo de Basquete de Istambul, na Turquia. O Denver informou à Confederação Brasileira de Basquete (CBB) que, no mesmo período, o pivô tem compromissos marcados na NBA. Nesta sexta-feira, a CBB ainda aguardava uma posição definitiva da equipe norte-americana sobre o assunto - quer que o atleta siga direto para a Turquia.Em compensação, o técnico Hélio Rubens contará com o armador Marcelinho, que antecipou a volta de um camping da Summer League da NBA com o Portland Trail Blazers. O treinador segue para a Turquia com os armadores Demétrius, Helinho, Leandrinho e Marcelinho, os alas Alex, Renato, Rogério e Vanderlei, os pivôs Anderson, Guilherme, Michel e Sandro.O Brasil está no grupo A da Copa do Mundo em Istambul. Na primeira fase, terá como adversários Angola (quarta-feira), China (quinta) e Turquia (sexta). No grupo B estão Iugoslávia, Canadá, Bulgária e Argélia. Os dois primeiros de cada grupo fazem a semifinal, sábado, e os vencedores decidem o título no dia 4.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.