Divulgação/ FIBA
Divulgação/ FIBA

Seleção feminina de basquete atropela a Venezuela e avança às semifinais da Copa América

Brasil conquista ampla vantagem no marcador logo no primeiro quarto e tem vitória fácil

Marcos Antomil, O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2021 | 21h17

A seleção brasileira feminina de basquete conquistou a vaga para as semifinais da Copa América, disputada em San Juan, Porto Rico. Com a vitória tranquila sobre a Venezuela, por 90 a 59, o Brasil terá pela frente difícil missão contra os Estados Unidos já nesta sexta-feira. No outro lado da chave, o Canadá já está garantido e espera o vencedor de Porto Rico e Colômbia.

O triunfo da seleção brasileira também garantiu a equipe no torneio classificatório para a Copa do Mundo de Basquete em 2022, conhecido como Pré-Mundial. A Copa América, que inclui as principais potências do basquete feminino do continente, faz parte do ciclo rumo aos Jogos Olímpicos de Paris-2024.

As comandadas de Zé Neto não enfrentaram grandes dificuldades diante da Venezuela. A equipe brasileira abriu boa vantagem logo no primeiro quarto e conseguiu manter boa margem ao longo de todo o jogo. O Brasil tem apenas uma derrota até aqui no torneio e terminou a primeira em segundo lugar, no Grupo A. Venezuelanas ficaram na terceira posição da chave B e só haviam vencido uma partida.

Diante da boa margem alcançada nos dois primeiros quartos, o Brasil relaxou e marcou menos pontos que a Venezuela no terceiro quarto (22 a 26). Mas a reação venezuelana parou por aí. No último quarto, o jogo foi mais parelho, mas terminou com vitória brasileira. Algumas atletas se destacaram na vitória desta quinta-feira. Thayná marcou 15 pontos e oito rebotes. Tassia Carcavalli não ficou muito atrás e fez 14 pontos, enquanto Kamilla anotou 12 pontos e nove rebotes.

O próximo desafio do Brasil exigirá muito mais concentração. Os Estados Unidos conquitaram placares massacrantes até aqui. Sua partida mais difícil foi diante das donas da casa, em que venceu por 87 a 65. Nas quartas de final, passaram pelas Ilhas Virgens, por 97 a 46.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.