Divulgação / CBB
Divulgação / CBB

Seleção feminina de basquete bate Colômbia e fica perto de vaga no Pré-Olímpico

Em posição favorável, equipe enfrenta a Argentina neste domingo pela eliminatória regional das Américas

Redação, Estadão Conteúdo

16 de novembro de 2019 | 22h18

Com muita facilidade, a seleção brasileira feminina de basquete conseguiu neste sábado a sua primeira vitória no Pré-Olímpico das Américas ao derrotar a Colômbia por 61 a 33 (30 a 8 no primeiro tempo), no ginásio Dow Center, na cidade de Bahía Blanca, na Argentina, e deu um importante passo para se classificar para o Pré-Olímpico Mundial, em fevereiro do ano que vem.

Com 10 pontos, Patty foi a cestinha do Brasil ao lado de Damiris, que anotou outros 10 e ainda agarrou sete rebotes. Clarissa fez cinco pontos, com nove rebotes. Débora anotou apenas três, mas pegou seis rebotes e deu cinco assistências.

A seleção volta à quadra neste domingo, às 21 horas (de Brasília), diante da Argentina, dona da casa e que está em situação complicadíssima no torneio. Com a vitória sobre a Colômbia, o Brasil pode se classificar para o Pré-Olímpico Mundial até mesmo com uma derrota para as argentinas. Como os Estados Unidos já estão classificados para Tóquio-2020, apenas uma seleção da chave vai para o torneio em fevereiro, que tem quatro sedes definidas: China, Sérvia, França e Bélgica.

O Brasil foi dominante no primeiro quarto. Marcando muito forte, forçava os erros do jovem time da Colômbia. Assim, a seleção chegou a abrir 9 a 0 e as colombianas chegaram a ficar quase sete minutos zeradas. Apostando no seu forte garrafão, o Brasil tinha Clarissa e Damiris com quatro pontos cada uma. Nesse embalo, o time comandado pelo técnico José Neto fechou com 13 a 4 no marcador.

O ritmo não diminuiu no segundo período. O Brasil seguia sufocando na marcação. Em 20 minutos de duelo, a Colômbia converteu apenas uma cesta de quadra, em uma bandeja de Rios. No ataque, a seleção ainda não tinha um bom aproveitamento para três pontos, mas matou uma bola com Patty e outra com Tati, vencendo o período por 17 a 4 e o jogo por 30 a 8.

No terceiro período, o ímpeto na marcação diminuiu e o Brasil forçou algumas boas, mas conseguiu manter a boa dianteira. Na parcial, perdeu por 15 a 14, seguindo à frente por 44 a 23. Manuela Rios era o desafogo colombiano com 10 pontos e quatro rebotes. Com a mesma pontuação, Patty seguia como a cestinha do Brasil, seguida mais de perto por Damiris, com oito pontos e sete rebotes.

Nos 10 minutos finais da partida, o Brasil conseguiu controlar os erros do terceiro período. Não apenas manteve a frente, como voltou a abrir no placar e venceu de forma tranquila a Colômbia para se aproximar da vaga no Pré-Olímpico Mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.