Divulgação/CBB
Divulgação/CBB

Seleção feminina de basquete encara a França pela segunda rodada do Pré-Olímpico

Após perder para Porto Rico, time de José Neto se complica na briga por vaga nos Jogos de Tóquio

Redação, Estadão Conteúdo

08 de fevereiro de 2020 | 07h08

Após perder para Porto Rico na estreia do Pré-Olímpico Mundial, a seleção brasileira feminina de basquete entra em quadra novamente neste sábado, às 16h30, para enfrentar a França, no Palais des Sports du Prado, em Bourges.

A derrota no primeiro jogo complicou a situação do Brasil na briga para conseguir uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Três seleções se classificam. A França se garante se vencer o time brasileiro, já que passou pela Austrália por 72 a 63, na estreia.

"Vamos jogar contra um time que vai decidir sua vaga. Elas vencendo definem um dos classificados. E jogando em casa nós vimos o poderio delas. Dominaram o jogo contra a Austrália, de ponta a ponta praticamente. Tem uma versatilidade de jogo interior e exterior. É uma partida dura. Vamos nos preparar o melhor possível para fazer um bom jogo e se possível surpreender", afirmou o técnico José Neto.

A pivô Érika demonstra confiança. "Temos de entrar como treinamos. Jogo na casa delas, com a torcida delas. Elas não vão entregar nada de bandeja. Temos de jogar com alegria, com a força brasileira. Trazer a energia positiva do Brasil para nós. A classificação é possível, só depende da gente. Temos muito para mostrar. É fazer o que viemos fazendo nesses sete meses até hoje, que é jogar com alegria, por o nosso ritmo, puxar contra-ataque, pegar rebote...", afirmou.

Independentemente de uma possível derrota para a França ou de qualquer resultado na outra partida deste sábado, o Brasil vai chegar na última rodada com chances de se classificar. Austrália e Porto Rico se enfrentam um pouco antes, às 14h, no mesmo local.

A decisão da vaga será no domingo, quando o Brasil entra em quadra às 10h para enfrentar a Austrália. Se vencer as australianas, a seleção brasileira garante classificação em mais uma edição dos Jogos Olímpicos.

A última vez que o time feminino ficou fora da Olimpíada foi em Seul, na Coreia do Sul, em 1988. Ao todo são sete participações, com uma medalha de prata em Atlanta, nos Estados Unidos, em 1996, e um bronze em Sydney, na Austrália, em 2000.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.