Fiba
Fiba

Seleção feminina de basquete perde para os EUA na estreia do pré-olímpico

Brasil equilibra jogo, mas é derrotado por 76 a 61, em Bahía Blanca, na Argentina

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de novembro de 2019 | 20h54

A seleção brasileira feminina de basquete fez um bom jogo diante da forte equipe dos Estados Unidos, que conta com atletas da WNBA, mas foi derrotada por 76 a 61, nesta quinta-feira, em seu primeiro jogo pelo pré-olímpico das Américas, em Bahía Blanca, na Argentina. 

Érika se destacou com um duplo-duplo, ao anotar 11 pontos e 12 rebotes. Débora contribuiu com dez pontos e deu cinco assistências e Damiris fez 11 pontos, com quatro rebotes. Pelo lado das americanas, Sylvia Fowles e Chelsea Gray terminaram com 21 pontos cada uma.

A equipe do técnico José Neto folga nesta sexta-feira e volta à quadra no sábado, diante da Colômbia, às 18h30, novamente no Dow Center. A última partida será no domingo, às 21h, contra a Argentina. O Brasil precisa vencer os dois jogos para se garantir no pré-olímpico Mundial, em fevereiro do ano que vem.

O primeiro quarto foi todo da seleção brasileira. Damiris liderou o ataque, anotando oito pontos, e o Brasil conseguiu parar Sue Bird e Skylar Diggins. A parcial terminou 15 a 10 para as brasileiras. 

Os EUA voltaram melhores no segundo período. Com 13 pontos de Chelsea Gray, as americanas viraram o placar, abrindo 27 a 22. Apesar da desvantagem, o Brasil seguiu atuando bem e foi para o intervalo perdendo por apenas dois pontos: 33 a 31.

O terceiro quarto acabou sendo decisivo. A seleção brasileira reclamou muito da arbitragem, o que gerou duas faltas técnicas. Os EUA anotaram 21 a 12 na parcial e foram para o derradeiro período com 11 pontos de vantagem: 54 a 43. 

Sylvia Fowles e Chelsea Gray seguiram comandando o ataque e as americanas logo abriram 64 a 49. O Brasil ainda esboçou reação e, com sete pontos seguidos de Débora, diminuiu para 64 a 56. As americanas se reorganizaram após um tempo e fecharam o jogo com uma vitória por 76 a 61.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.