Seleção feminina vence de novo o Canadá

Em uma partida emocionante, a Seleção Brasileira Feminina de basquete venceu neste domingo o Canadá por 98 a 97 (44 a 36 no primeiro tempo), no Clube Pinheiros. Na prorrogação após empate em 85 pontos, faltando um segundo para o fim da partida, a pivô Érika acertou um arremesso debaixo da cesta e garantiu a vitória brasileira.As comandadas por Antônio Carlos Barbosa já haviam vencido as mesmas adversárias no sábado, por 93 a 80. As duas equipes estão em preparação para a Copa América, que será realizada mês que vem na República Dominicana. A competição dará quatro vagas para o Mundial de 2006, mas a Seleção de Barbosa tem vaga assegurada porque o Brasil será sede da competição.A cestinha foi Smith, com 31 pontos para o Canadá. No time brasileiro, a maior pontuadora foi Adrianinha, com 30 pontos. Mais uma vez o destaque do jogo foi a pivô Érika, que anotou 25 pontos e cinco rebotes. "Naquela última bola as minhas pernas tremeram, mas eu sabia que tinha treinado muito e ia acertar o arremesso para a gente vencer", disse a jogadora sobre a última cesta, quando o Brasil perdia por 96 a 97.A pivô passou boa parte do tempo do jogo no banco, já que ficou pendurada com quatro faltas. "Foi um castigo merecido, eu me precipitei e não tinha nada mais a fazer a não ser ficar no banco a maior parte possível do jogo. Ainda bem que deu tempo de voltar e que as minhas companheiras jogaram muito bem", assinalou.As substitutas de Érika em quadra foram Mamá e Graziane, muito elogiadas pelo técnico brasileiro. "Elas foram muito importantes nessa partida, conseguiram manter o ritmo do jogo, não deixaram as adversárias escaparem enquanto a Érika estava fora. Consegui colocar dez jogadoras em quadra e isso também foi muito importante para o time", analisou Barbosa.Sobre a partida, que contou com o ginásio do Pinheiros lotado, o treinador disse: "Foi um jogo excelente, muito emocionante e muito bom, com o Canadá muito forte nos arremessos de três pontos. Elas estavam na frente, mas tivemos bastante força para virar o jogo. Isso mostra o amadurecimento do time."Barbosa fez questão de elogiar a força de vontade das atletas brasileiras, que no segundo tempo deixaram as canadenses abrirem vantagem no placar. "É em jogos assim que elas vão ganhando experiência, vão se afirmar e se firmar na Seleção. Posso dizer que já notei o crescimento dentro do grupo e que esses amistosos vão nos ajudar muito na Copa América", afirmou.A partir da quarta-feira, o Rio de Janeiro sediará a Copa Internacional Eletrobrás, que além de Brasil e Canadá terá Argentina e Cuba. As brasileiras estréiam na quinta-feira, diante das argentinas, às 20h. No dia seguinte as adversárias serão as canadenses, e no sábado, encerramento do torneio amistoso, as rivais serão as cubanas.Seleção masculina - Diferentemente da equipe feminina, a Seleção Masculina não tem vaga assegurada no Mundial do Japão. A equipe do técnico Lula Ferreira estréia quarta-feira na Copa América, em Santo Domingo, República Dominicana, em busca de uma das quatro vagas em jogo, que está no Grupo A; estréia contra a Venezuela. Ainda na primeira fase, pega os Estados Unidos, Panamá e Canadá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.