Inovafoto
Inovafoto

Sem atletas da NBA, Magnano convoca 15 para a Copa América

Competição no México servirá como Pré-Olímpico, no final de agosto

Estadão Conteúdo

31 de julho de 2015 | 18h29

Sem a presença de atletas que disputam a NBA - são sete, no total -, o técnico argentino Rubén Magnano anunciou nesta sexta-feira a lista de 15 jogadores convocados da seleção brasileira de basquete masculino para a disputa de quatro competições, entre elas a Copa América no México, a mais importante de todas por também servir como o Pré-Olímpico das Américas para os Jogos do Rio, em 2016.

Os convocados irão iniciar os treinamentos para a disputa do Super Desafio BRA, em Brasília (de 7 a 9 de agosto); Torneio das 4 Nações, em Buenos Aires (de 13 a 15 de agosto); Copa Tuto Marchand, em San Juan, em Porto Rico (de 23 a 27 de agosto), e a Copa América/Pré-Olímpico do México (de 31 de agosto a 12 de setembro).

"Dentro do planejamento elaborado pelo Departamento Técnico e a Comissão Técnica da Seleção Brasileira, a temporada 2015 seria utilizada para dar experiência e aprimorar o desenvolvimento de alguns atletas já pensando nos Jogos Olímpicos Rio 2016 e no futuro da equipe nacional. A primeira etapa foi alcançada com as Seleções que conquistaram a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto e o quarto lugar na Universíade da Coreia do Sul", explicou Vanderlei Mazzuchini, diretor-técnico da CBB.

Por causa de uma dívida da Confederação Brasileira de Basketball (CBB) com a Fiba, a vaga automática do Brasil para a Olimpíada do Rio ainda não está confirmada. Há duas semanas, em Toronto, os dirigentes das duas entidades se reuniram e um acordo para o pagamento deste débito parece estar perto. Assim, a confirmação da presença da seleção nacional nos Jogos em casa deverá acontecer em breve.

Por essa razão, a comissão técnica não se preocupou com o fato de a seleção não ter qualquer jogador que atua na NBA. "Confiamos no trabalho desenvolvido junto a Fiba no que se refere à classificação automática para os Jogos Olímpicos Rio 2016, por isso mantivemos o planejamento inicial", completou Vanderlei Mazzuchini.

 

Quem joga na NBA são: os pivôs Anderson Varejão (Cleveland Cavaliers), Tiago Splitter (Atlanta Hawks) e Nenê Hilário (Washington Wizards); os alas Leandrinho (Golden State Warriors) e Bruno Caboclo e Lucas Bebê (ambos do Toronto Raptors); e o armador Raulzinho (Utah Jazz).

A apresentação da equipe nacional está marcada para a próxima terça-feira, em Brasília. Na quarta será realizado o primeiro treino no finásio Nilson Nelson para o Super Desafio BRA. Além do Brasil, a competição terá a presença das seleções da Argentina e do Uruguai.

CONFIRA A LISTA DE CONVOCADOS

Armadores: Derek Evandro Ramos (Limeira-SP), Larry James Taylor Júnior (Mogi das Cruzes-SP), Ricardo Fischer (Bauru-SP), Rafael Freire Luz (Flamengo-RJ), Vitor Alves Benite (Flamengo-RJ)

Alas: Danilo Fuzaro Siqueira (Minas Tênis Clube-MG), Leonardo Simões Meindl (Bauru-SP), Marcus Vinicius Vieira de Souza (Marquinhos) (Flamengo-RJ), Carlos Alexandre Rodrigues do Nascimento (Olivinha) (Flamengo-RJ), Marcus Vinicius Urban Toledo dos Reis (Pinheiros-SP)

Pivôs: Augusto Cesar de Lima Brito (UCAM Murcia-ESP), João Paulo Lopes Batista (JP Batista) (Limoges-FRA), Rafael Ferreira de Souza (Limeira-SP), Rafael Hettsheimeir (Bauru-SP), Ronald Rudson Rodrigues dos Reis (Uniceub/Brasília-DF)


Tudo o que sabemos sobre:
basquetebrasilNBARubén Magnano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.