Divulgação/CBB
Divulgação/CBB

Sem documento, americano desfalca seleção brasileira de basquete

Larry Taylor, que joga pelo Bauru, era a esperança para substituir Leandrinho na armação

AE, Agência Estado

14 de julho de 2011 | 19h32

SÃO PAULO - Não bastassem os pedidos de dispensa de Nenê e Leandrinho e a lesão de Anderson Varejão, a seleção brasileira de basquete teve nesta quinta-feira mais uma má notícia. A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) foi informada pelo Ministério da Justiça que o norte-americano Larry Taylor não conseguirá obter a naturalização a tempo de defender o Brasil no Pré-Olímpico de Mar Del Plata, de 30 de agosto a 11 de setembro.

Taylor, que joga pelo Bauru, era a esperança brasileira para substituir Leandrinho na equipe, na posição de ala-armador. Sem o norte-americano, o técnico Ruben Magnano vai ter que quebrar a cabeça para armar a seleção em Mar Del Plata.

O treinador lamentou não poder contar com Taylor. "Fiquei extremamente triste, pela seleção brasileira e pelo profissional Larry, que conheço há pouco tempo, mas o suficiente para admirá-lo. É uma pessoa sensacional", comentou Magnano.

De acordo com o técnico, Larry pediu para continuar treinando com a seleção, para ajudar. "Na parte técnica, perdemos bastante, pois nos treinos ele vinha se mostrando um jogador muito útil e inteligente, com incrível capacidade de captar o que lhe peço."

O norte-americano garantiu que segue treinando com o elenco em São Paulo. "Não há como negar que a notícia me abalou um pouco. Porém, eu sabia que essa possibilidade existia. Não vou me deixar abater com esse acontecimento e continuarei treinando com o grupo. Ficarei aqui até quando o Ruben quiser."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.