Maddie Meyer/AFP
Maddie Meyer/AFP

Sete novos casos de coronavírus no Celtics, Lakers, 76ers e Nuggets

Equipes da NBA sofrem com a pandemia e aumenta o número de infectados no mundo do esporte

Redação, AFP

20 de março de 2020 | 08h39

A NBA anunciou mais sete casos do novo coronavírus, denominado Covid-19, em pessoas ligadas às franquias da liga norte-americana de basquete. Membros de Boston Celtics, Los Angeles Lakers, Philadelphia 76ers e Denver Nuggets, incluindo o armador Marcus Smart e pelo menos dois outros jogadores, testaram positivo para a doença.

Esses casos se somam aos sete jogadores da NBA infectados que já foram relatados nos dias anteriores. O primeiro deles foi o pivô francês Rudy Gobert, do Utah Jazz, cujo caso desencadeou a suspensão indefinida da temporada regular da NBA no último dia 11 e os exames subsequentes de pelo menos oito equipes.

Na quinta-feira, o Boston Celtics anunciou que um de seus jogadores testou positivo para o Covid-19. "O jogador do Celtics, que não apresenta sintomas, está isolado há vários dias e continuará a fazê-lo enquanto estiver sendo monitorado pela equipe médica", disse a franquia. A equipe não forneceu a identidade do jogador, mas seu armador Marcus Smart colocou um vídeo em suas redes sociais explicando que havia acabado de ser notificado de que havia testado positivo.

"Estou bem, estou bem. Não sinto nenhum dos sintomas (...) fiz o teste há cinco dias e os resultados chegaram ontem à noite, que foram positivos. Estou em quarentena desde então, graças a Deus", disse Smart, de 26 anos. "A equipe está aguardando mais resultados dos testes e os comunicará conforme apropriado", afirmou os Celtics.

Os Lakers também informaram que dois de seus jogadores deram positivo para o Covid-19. "Atualmente, os dois jogadores estão livres de sintomas, estão em quarentena e estão sob os cuidados dos médicos das equipes", afirmou a franquia da Califórnia, que em um comunicado oficial não revela suas identidades.

O Philadelphia 76ers e o Denver Nuggets emitiram declarações separadas para dizer que quatro membros de suas organizações também testaram positivo, sem detalhar se há jogadores entre eles. "Três indivíduos receberam resultados positivos do teste de Covid-19. Todos os outros testes são atualmente negativos", revelou a equipe da Filadélfia.

O comissário da NBA, Adam Silver, detalhou na última quarta-feira que apenas dois desses sete jogadores infectados apresentaram sintomas da doença, enquanto que o restante permaneceu assintomático. Os Estados Unidos superaram a barreira de 10.000 casos de infecções do novo coronavírus até quinta e somam mais de 150 mortes, segundo uma contagem da Universidade Johns Hopkins usada como referência nacional.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.