Shaquille O'Neal nega rumores sobre possível aposentadoria

Com a média de pontos mais baixa da carreira, jogador diz que continuará mesmo com as últimas lesões

Efe,

25 de janeiro de 2008 | 14h30

O pivô Shaquille O'Neal, do Miami Heat, negou que tenha intenção de se aposentar este ano por culpa das seguidas lesões que tem sofrido na atual temporada da NBA. O'Neal, em declarações a Jack Ramsay, da rede norte-americana de rádio ESPN, disse que vinha de família militar e que sabia como tinha de honrar seus compromissos. "Sou filho de um sargento do Exército e quando nós servimos o Exército ficamos até o último momento", declarou O'Neal. "O que quero dizer é que tenho dois anos mais de contrato, e que, depois disso, pensarei em fazer outras coisas", acrescentou. O'Neal sofreu uma lesão no quadril em 22 de dezembro último, na partida contra o Utah Jazz, e voltou a sentir o problema nesta segunda-feira, quando o Heat enfrentou o Cleveland Cavaliers. Os médicos da equipe o aconselharam a descansar por várias semanas. Com isso, o pivô desfalcará a equipe de Miami por ao menos seis jogos. Na entrevista concedida ontem a Ramsay, ex-treinador da NBA, O'Neal negou categoricamente que esteja se preparando para ficar livre dos dois anos de contrato que lhe restam - e que tem duração total de cinco -, após negociação de cerca de US$ 100 milhões para sua contratação. "Não sou o tipo de jogador que em cada partida diz que a perna está lesionada, que a perna está lesionada", ironizou O'Neal. "Faço como os da velha escola, que se dedicam a jogar sem se preocupar com a saúde". Quando questionado se pensava se nesta temporada ainda teria tempo de se recuperar totalmente, O'Neal disse que esse era seu objetivo e que estava fazendo de tudo para conquistar a meta. O pivô do Miami Heat já ficou fora, em média, de 20 partidas por ano nas últimas seis temporadas, por diferentes lesões. Na atual temporada, O'Neal apresenta média de 14,2 pontos, a mais baixa desde chegou ao profissionalismo. O treinador do Heat, Pat Riley, não quis fazer nenhum comentário sobre os rumores de uma possível aposentadoria do pivô. Sua grande preocupação no momento é ver como pode interromper uma seqüência de 15 derrotas consecutivas, a segunda pior na história da franquia.

Tudo o que sabemos sobre:
NBAShaquille O'Nealdo Miami Heat

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.