Rodrigo Campos/LBF
Rodrigo Campos/LBF

Sob a direção de Hortência, LBF apresenta novidades para 4.ª edição

Torneio começa no dia 30 de novembro com jogo entre o Sport Recife e o São José

Amanda Romanelli, Agência Estado

30 de outubro de 2013 | 17h17

SÃO PAULO - Agora sob a direção da ex-jogadora Hortência Marcari, a Liga de Basquete Feminino (LBF) fez a apresentação da quarta edição de seu campeonato nesta quarta-feira, em São Paulo. O torneio, com oito equipes, começa no dia 30 de novembro, com a partida entre o Sport Recife, atual campeão, e o São José. A final será disputada em uma série melhor de três jogos, entre 12 e 21 de abril de 2014. A LBF enfrentou dificuldades na sua última edição por causa da saída de seus dois patrocinadores, Eletrobras e Bradesco. Assim, o campeonato só começou em janeiro deste ano, com mais de um mês de atraso, e foi disputado em apenas três meses. Agora, a disputa terá maior extensão e foi programado sem atropelos, após a confirmação das parcerias com a Bombril e o Grupo Petrópolis, que emprestará ao torneio a marca de isotônicos Ironage.

"Estamos apresentando uma liga nova, melhor que nos outros anos, e com mais perspectivas de ser uma grande liga. Ainda não temos o ideal, mas estamos caminhando", afirmou o presidente da LBF, Márcio Cataruzzi. "Nossa maior novidade foi a contratação da Hortência, que chegou com sua energia para melhorar a liga. E provavelmente ela vai continuar conosco ainda por muito tempo." Hortência deixou a Confederação Brasileira de Basquete (CBB), onde ocupava o cargo de diretora de seleções femininas, assim que o presidente da entidade, Carlos Nunes, assumiu o seu segundo mandato, no mês de abril. Tão logo ficou "disponível" no mercado, a ex-jogadora assumiu a diretoria executiva da LBF e deve se tornar presidente no ano que vem, já que o mandato de Cataruzzi estará encerrado.

"Eu gosto de ser desafiada. Quero fazer a liga voltar a ser o que era na época em que eu, em que a Paula jogamos. Temos novos parceiros e estamos montando um produto que tem que ser um sucesso, e vai ser. Queremos que o basquete volte a ser uma alegria para o povo brasileiro", disse Hortência. O torneio terá novidades. Já está marcado, para o dia 8 de março de 2014, o Jogo das Estrelas da LBF, em cidade a ser definida pela SporTV (detentora dos direitos de transmissão). Além disso, uma das rodadas do campeonato (também a ser designada) será dedicada ao público infantil, incentivando a presença de uma torcida formada totalmente por crianças - a WNBA, nos Estados Unidos, é o exemplo destas iniciativas.

Desde a sua criação, em 2010, a LBF sempre colocou o NBB, a liga que organiza o campeonato nacional masculino de basquete, como sua fonte de inspiração. Tanto que, assim como acontece com os homens, a entidade feminina organizará uma Liga de Desenvolvimento. Nesta primeira edição, o torneio será após a competição principal e contará com 16 times - a iniciativa será bancada por um convênio com o Ministério do Esporte.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteLBFHortência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.