Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Alexandre Loureiro/COB
Alexandre Loureiro/COB

Sorteio coloca seleção feminina de basquete em chave menos 'dura' na Copa América

Torneio ocorrerá em junho e será classificatório para o Mundial de 2022

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de maio de 2021 | 20h24

Fora da Olimpíada de Tóquio, resta à seleção brasileira feminina de basquete focar em se classificar para o próximo mundial, que será disputado no ano que vem, na Austrália. E o caminho para isso é a Copa América.

Em sorteio realizado na tarde deste sábado, em Miami, nos Estados Unidos, na sede da Fiba Américas, a seleção brasileira conheceu na tarde deste sábado as quatro rivais da primeira fase da Copa América, que ocorrerá entre os dias 11 e 19 de junho, em San Juan, Porto Rico.

A notícia é boa porque a chave ficou menos pesada para o Brasil, com as grandes potências e carrascos recentes das brasileiras ficando para o outro lado.

No Grupo A, o Brasil terá confrontos contra o Canadá, cabeça de chave, Colômbia, Ilhas Virgens e El Salvador, adversários considerados mais fáceis em relação aos times do outro grupo.

No Grupo B, Estados Unidos, Porto Rico e Argentina - três das principais seleções do basquete feminino do mundo - se enfrentarão em uma chave, que conta também com República Dominicana e Venezuela.

O formato da disputa da Copa América funciona da seguinte forma: todas as seleções se enfrentam dentro das suas chaves. As quatro primeiras de cada grupo avançam para as quartas de final. As seleções que avançarem estarão automaticamente classificadas para a semifinal e para o Pré-Mundial, torneio cuja importância é grande, já que definirá as vagas para o Mundial da Austrália, em fevereiro de 2022, o principal objetivo do Brasil para o próximo ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.