AP Photo/Steven Senne
AP Photo/Steven Senne

Curry comemora título da NBA com Warriors e prêmio MVP das finais: 'É muito surreal'

Astro do Golden State anotou 34 pontos, deu sete assistências e conseguiu sete rebotes no jogo 6 das finais contra os Celtics

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2022 | 01h45

O título de NBA do Golden State Warriors, conquistado na madrugada desta sexta-feira, pode ser contado por diferentes histórias. A principal delas é sobre a volta por cima da franquia de São Francisco, superando todos os prognósticos. Os Warriors bateram o Boston Celtics por 103 a 90 no jogo 6 das finais e garantiram mais um troféu, muito graças ao MVP das finais, Stephen Curry.

"Nós sabemos o que isso significa, ganhar esse campeonato, depois do que aconteceu nos últimos três anos. No início da temporada, nós não sabíamos como seria, exceto pelas pessoas nessa quadra agora. É muito surreal", disse o astro da equipe após o jogo em que anotou 34 pontos, sete assistências e sete rebotes.

À exceção dos primeiros minutos, a partida sempre esteve sob controle do Golden State, mesmo atuando fora de casa. Um desempenho sólido, digno de uma equipe que já foi campeã. Com mais um título no currículo, o técnico Steve Kerr reconheceu as dificuldades dos Warriors na temporada, mas destacou o talento dos seus principais jogadores em quadra. "Esse título talvez seja o mais improvável. Mas se você anda com super estrelas, as coisas acontecem", disse.

Um dos que mais viveu altos e baixos nos últimos anos foi Klay Thompson. Ele conviveu com sucessivas lesões que o afastaram por muito tempo das quadras. Apesar da atuação ruim no jogo 6, Thompson comemorou a volta por cima, coroada com o título da NBA. "Ver as finais anteriores da NBA, isso me matou. Sou muito agradecido aos meus companheiros (por esse título)".

Já Draymond Green foi um dos destaques dos Warriors na partida. Foram 12 pontos, 12 rebotes e oito assistências em uma atuação para lá de destacada. Sempre vibrante, Green compartilhou como seu passado o motiva em quadra. "Nunca ganhei nada de ninguém. Tive que trabalhar todo segundo da minha vida até aqui. Agora sou campeão novamente com meus irmãos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.