Lucy Nicholson / Reuters
Lucy Nicholson / Reuters

Stephon Marbury, ex-Knicks, busca obter 10 milhões de máscaras para Nova York

Marbury atualmente é técnico do time chinês Beijing Royal Fighters e tenta conseguir os equipamentos abaixo do preço normal

Redação, Estadão Conteúdo

29 de março de 2020 | 22h56

O norte-americano Stephon Marbury, jogador do New York Knicks de 2004 a 2008, está trabalhando para tentar obter 10 milhões de máscaras para entregar em Nova York, sua cidade natal.

Marbury, de 42 anos, é técnico do Beijing Royal Fighters, time de Pequim. Ele revelou que busca comprar as máscaras a um custo de US$ 2,75 cada (R$ 14,00), o que estaria abaixo do preço de US$ 7,50 (R$ 38,25) pelo qual geralmente são vendidos.

Marbury entrou em contato com autoridades do bairro Brooklyn, em Nova York. "No fim das contas, sou do Brooklyn", disse Marbury. "Isso é algo que está próximo e querido do meu coração, na medida em que posso ajudar Nova York. Eu tenho família lá em Coney Island, muitos parentes, que estão sendo afetados por isso, então eu sei o quão importante é para as pessoas terem máscaras durante esse período."

A porta-voz do Departamento de Saúde de Nova York, Jill Montag, disse que as autoridades estaduais querem entrar em contato com Marbury, que atuou por 13 temporadas na NBA e foi medalha de bronze com a seleção norte-americana na Olimpíada de Atenas-2004. Seus últimos oito anos foram como jogador do Beijing Ducks.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.