Sub-21 feminino dá vagas ao Mundial

Sete seleções começam a disputar nesta quarta, no Ginásio da Unicoc, em Ribeirão Preto, a 1ª Copa América de Basquete Feminino Sub-21 - a República Dominicana desistiu há poucos dias. A competição, que termina no próximo domingo, classificará as três primeiras colocadas para o Campeonato Mundial da Croácia, que será realizado em 2003. Brasil, Estados Unidos, Canadá e Argentina despontam como favoritos. As entradas são gratuitas.O Brasil, dirigido pelo técnico Antonio Carlos Barbosa, também responsável pela equipe adulta, estréia contra a Costa Rica, às 20h15, com transmissão da Bandsports. A rodada desta quarta, no entanto, começará mais cedo. Às 14h30, os Estados Unidos enfrentam a Venezuela, pelo Grupo A, que tem ainda a Argentina, que folga e estréia na quinta contra a Venezuela. Os favoritos dessa chave são Estados Unidos e Argentina, que se enfrentam na sexta-feira, provavelmente para definir o primeiro colocado.No Grupo B, o do Brasil, o Canadá enfrenta Porto Rico, nesta quarta, às 18h10, também com transmissão da Bandsports. Os dois primeiros colocados se classificam para as semifinais, que serão realizadas no sábado, às 18h10 (1o A x 2o B) e 20h15 (1o B x 2o A). A disputa do terceiro lugar, no domingo (21), começa às 12h10, e a final inicia às 14h15. Esses dois confrontos serão transmitidos pela Bandsports e pela TV Bandeirantes.Perspectivas brasileiras - Barbosa reconhece que o Brasil é um dos candidatos a uma das três vagas para o Mundial da Croácia e que a oportunidade é boa para sua equipe, mas destaca que os principais adversários também têm chances e não podem ser menosprezados. Por isso ele evita falar em título agora. "Nosso primeiro objetivo é conquistar uma vaga para o Mundial", avisa ele. "Se isso ocorrer, na seqüência vamos pensar no título, pois o basquete feminino brasileiro têm condições de disputá-lo." A seleção brasileira feminina sub-21 treina no CT do COC, onde também estão concentradas 17 jogadoras adultas que disputarão o Campeonato Mundial da China, em setembro. Ainda não integram a seleção principal: Janeth, Adrianinha, Cíntia Tuiú, Claudinha, Érica, Helen, Iziane e Kelly, que disputam a WNBA, e Alessandra, que atua na Coréia do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.