Técnico do Flamengo fala em necessidade de crescimento após derrota para o Magic

A derrota do Flamengo para o Orlando Magic na noite desse sábado por 17 pontos (90 a 73) teve praticamente a mesma diferença daquela do ano passado, quando o time sofreu 106 a 88 nos Estados Unidos. Na avaliação do técnico rubro-negro, contudo, as duas partidas foram muito distintas e o Flamengo ainda tem muito a crescer.

MARCIO DOLZAN, Estadão Conteúdo

17 de outubro de 2015 | 22h20

"Nossa equipe é diferente daquela do ano passado e a equipe deles um pouco diferente - mas diferente na maneira de jogar -, com um novo técnico e um grupo mais coeso", considerou José Neto, logo após o jogo. E mesmo apesar da segunda derrota, o treinador ficou satisfeito com o desempenho de seu time na HSBC Arena.

"Estamos no começo de uma temporada e temos muitas expectativas. Um jogo como esse agrega demais. A gente está medindo força com uma equipe de muita qualidade e que joga de uma maneira que eu acredito que tem que ser o basquete, com muita intensidade durante o maior tempo possível da partida", ponderou.

Para Neto, o fato de jogar sob as regras da NBA acabou sendo um empecilho a mais. Diferentemente do basquete jogado no Brasil, que segue as regras da Federação Internacional de Basquete, na NBA a quadra e o tempo de jogo são maiores.

"É muito diferente. Primeiro, por causa do tempo. Ele faz com que a gente tenha que traçar estratégias para que a gente consiga jogar no maior equilíbrio possível durante toda a partida, e isso é muito difícil. É uma coisa que não estamos habituados, são oito minutos a mais. E eles não usaram todos, mas tinham 19 jogadores à disposição", comparou.

Mesmo assim, o treinador elogiou o desempenho do Flamengo, a quem considera ainda ter pelo menos 30% de potencial de crescimento. "Eu gostei do nosso time, como foi montado. Mas acredito que a gente tem ainda muito a trabalhar para ter sucesso."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.