Guilherme Peixinho/ Divulgação
Guilherme Peixinho/ Divulgação

‘Temos condições de conquistar a vaga’

Ex-Palmeiras, Guto é destaque da equipe caxiense na reta final por uma vaga no NBB

Entrevista com

Guto

Luiz Felipe Barbiéri, O Estado de S. Paulo

06 de maio de 2015 | 19h29

Peça-chave na trajetória do Caxias do Sul na busca pelo acesso, o ala Guto já defendeu equipes de ponta do basquete brasileiro, como Flamengo e Palmeiras. Hoje, luta para levar o Rio Grande do Sul de volta à divisão especial do NBB. Aos 32 anos, o jogador é um dos mais experientes do elenco caxiense e ainda lidera o time em pontos, com média de 14,21 por partida. “Meu papel tem sido um pouco diferente no Caxias em relação a outras equipes por que passei. Minha função aqui é acalmar, levar a experiência que tenho por outros campeonatos que já disputei”. 

Você já defendeu equipes grandes no NBB e hoje tenta levar o Caxias à divisão especial. Qual a diferença entre as competições?

A Liga Ouro é tão boa quanto o NBB. O nível é alto e jogadores que disputam divisão especial poderiam estar defendendo o Sport Recife e o Caxias hoje. 

Como você percebe a evolução do basquete brasileiro com o NBB?

A evolução foi bem grande. É um campeonato mais organizado e agora só tem a crescer, com a Liga Ouro no seu segundo ano e as transmissões pela internet. Está sendo muito bom pro nível do basquete nacional. 

Além da pontuação, como tem sido seu papel dentro do grupo por ser um dos mais experientes?

Meu papel tem sido um pouco diferente no Caxias em relação a outras equipes por que passei. Nos outros times, eu não tinha tanto destaque. No Palmeiras um pouco mais. Agora, é diferente. Minha função aqui é acalmar, levar a experiência que tenho por outros campeonatos que já disputei, mostrar que nos preparamos e levar confiança nos momentos de pressão. Temos condições de conquistar a vaga. 

Qual a importância do acesso para o basquete do Rio Grande do Sul?

É importante para a história do Rio Grande do Sul, importante para a história do basquete de Caxias, porque a cidade está nos apoiando muito, comparece aos jogos e está muito envolvida com o time.

Tudo o que sabemos sobre:
entrevistaCaxias do SulGutobasquete

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.