João Pires/NBB
João Pires/NBB

'Temos de aumentar a percepção de entretenimento nas arenas'

Presidente da Liga Nacional de Basquete, João Fernando Rossi, defende investimento dos clubes para melhorar o espetáculo e atrair mais publico

Entrevista com

João Fernando Rossi, presidente da LNB

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

04 Novembro 2017 | 07h00

Na presidência de uma liga consolidada às vésperas do início da décima edição do NBB, João Fernando Rossi acredita que o crescimento da LNB passa pelo investimento dos clubes em ampliar o entretenimento nas arenas e no trabalho de divulgação.

O NBB entra na sua décima edição consolidado, o que você vê como necessário fazer para conseguir ampliar o crescimento da liga?

De fato, é um produto consolidado no mercado esportivo nacional. Os parceiros entenderam e acreditaram no projeto e nos últimos anos conseguimos colher muitos frutos do conceito que foi criado lá em 2008. Para continuar crescendo, temos de aumentar a percepção de entretenimento nas nossas arenas, nos nossos jogos. Temos também de continuar o investimento no conteúdo próprio para cada vez mais engajar com o nosso fã. Tudo isso, visando também a saúde financeira da Liga e dos próprios clubes.

A ausência do Brasília, dono de três títulos, serve de alerta de que alguma coisa ainda precisa ser feita?

Foi sem dúvida uma notícia triste para o basquete brasileiro devido à força e tradição da equipe de Brasília. No entanto, percebemos rapidamente que é essa mesma força que vai reerguer o time. A cidade, os fãs e a comunidade do basquete já estão unidas para recuperar a equipe, tanto que já temos mais de um time de Brasília solicitando informações para disputar a próxima Liga Ouro.

Qual o tamanho da sua expectativa para mais um Jogo das Estrelas no Ibirapuera?

Depois do evento deste ano, fica sempre uma expectativa muito grande para o próximo. Estamos motivados para poder realizar mais um grande evento para o basquete brasileiro e para a cidade de São Paulo, que realmente nos abraçou. No dia seguinte do Jogo das Estrelas, realizamos uma reunião interna para apontar uma série de coisas que temos que evoluir e, desde então, estamos trabalhando para que a edição de 2018 seja ainda melhor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.