Reprodução/Time Flamengo Twitter
Reprodução/Time Flamengo Twitter

Temporada de 2019-2020 do NBB terá 16 equipes; Vasco está fora

Unifacisa, Rio Claro, Pato Branco e São Paulo serão as novidades da competição que começa em outubro

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2019 | 16h30

A temporada 2019-2020 do Novo Basquete Brasil (NBB) terá 16 equipes. A definição aconteceu neste sábado, após reunião do conselho de administração, seguido da assembleia geral da Liga Nacional de Basquete (LNB). As novidades serão Unifacisa-PB, Rio Claro-SP, Pato Branco-PR e São Paulo.

A equipe paraibana conquistou o direito de participar da elite do basquete nacional ao faturar o título da Liga Ouro, divisão de acesso ao NBB, na última temporada. Já Rio Claro e São Paulo pagaram para ocupar os lugares das franquias de Macaé e Joinville, respectivamente. Já Pato Branco vai investir R$ 400 mil em um nova franquia.    

Em relação à temporada passada, duas equipes abriram mão de disputar o NBB. Com problemas financeiros, o Vasco desistiu da competição, assim como o Joinville. Ambos poderão retornar no próximo ano.  

Ainda existe uma dúvida em relação ao representante do Distrito Federal. Brasília, que disputou o último NBB, e Cerrado Basquete, que esteve na Liga Ouro, apresentaram o mesmo patrocinador, o Banco de Brasília (BRB), para participar da competição. A LNB decidiu que apenas uma equipe terá o direito. A decisão será tomada em 15 dias. A prioridade é do Universo Brasília.

As equipes que vão disputar o NBB são: Basquete Cearense-CE, Bauru-SP, Botafogo-RJ, Corinthians, Flamengo, Franca-SP, Minas, Mogi das Cruzes-SP, Paulistano, Pato Basquete-PR, Pinheiros, Rio Claro-SP, São José-SP, São Paulo, Unifacisa-PB e Brasília (ou Cerrado).

A LNB definiu ainda que o NBB 2019-2010 começa em 12 de outubro - a tabela será divulgada em agosto - e não existirá rebaixamento por causa do fim da Liga Ouro. A segunda divisão agora é organizada pela Confederação Brasileira de Basquete (CBB). O campeão desta competição poderá entrar no NBB, desde que aceita as condições de comprar uma franquia e apresentar garantia de R$ 1,8 milhão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.