Ronald Martinez/ AFP
Ronald Martinez/ AFP

Thunder bate Warriors, faz 3 a 1 e fica a um triunfo da final da NBA

Comparado com o Chicago Bulls dos anos 1990, Golden State é obrigado a virar a série contra OKC para seguir na briga pelo título

Estadão Conteúdo

25 de maio de 2016 | 09h01

Comparado durante toda a temporada com a dinastia do Chicago Bulls na década de 1990, o Golden State Warriors está a um passo de ser eliminado. Na noite de terça-feira, o Oklahoma City Thunder superou o time de Oakland por 118 a 94, em casa, e abriu 3 a 1 na final da Conferência Oeste, ficando a uma vitória de se classificar para a decisão da NBA.

Aos Warriors, só resta uma opção: vencer três partidas consecutivas e virar a série para seguir na luta pelo bicampeonato da liga norte-americana de basquete. O primeiro desafio da equipe será na próxima quinta-feira, em Oakland, quando será disputado o Jogo 5 da decisão do Oeste.

"Todos temos que nos superar", disse o técnico dos Warriors, Steve Kerr. "A boa notícia é que nós estamos indo para casa. Obviamente que jogamos bem em casa. A ideia agora é ir para casa e conseguir uma vitória. Fazendo isso, colocamos alguma pressão sobre eles e vemos o que acontece".

O dono da partida de terça-feira foi Russel Westbrook, que conseguiu um "triple-double" com 36 pontos, 11 rebotes e 11 assistências. Foi a primeira vez em que o astro conseguiu dois dígitos em três fundamentos nesta edição dos playoffs, após conseguir 18 durante a temporada regular. 

"Jogo cada jogo como se fosse o último, não importa quem está pela frente", disse. "Esse é meu trabalho, e meu trabalho é de me preocupar com a minha equipe, e é isso que faço", completou Westbrook. 

Klay Thompson liderou os Warriors com 26 pontos, mas Stephen Curry, eleito o Jogador Mais Valioso da NBA nas duas últimas temporadas, anotou 19 pontos, com apenas seis de 20 arremessos de quadra convertidos.

O rendimento abaixo do nível voltou a levantar questionamentos sobre a possibilidade de Curry estar contundido. "Não está lesionado", disse Kerr. "Ele está se recuperando do joelho, mas não está lesionado. Simplesmente teve uma noite ruim. Isso acontece, mesmo aos melhores jogadores do mundo".

Os Warriors, que bateram o recorde de vitórias na temporada regular, com 73, sofreram derrotas consecutivas pela primeira vez neste campeonato. Já o Thunder, além da excelente atuação de Westbrook, teve um impulso inesperado com os 17 pontos e 12 rebotes de Andre Roberson. 

Kevin Durant também se destacou pelo Thunder com 26 pontos e 11 rebotes, enquanto o congolês naturalizado espanhol Serge Ibaka acumulou 17 pontos e sete rebotes. O brasileiro Anderson Varejão atuou por quatro minutos pelos Warriors, um a mais do que Leandrinho Barbosa, que anotou um ponto.

Após um início de jogo equilibrado, o Thunder aproveitou muito bem os erros dos Warriors para anotar 16 pontos consecutivos e abrir 22 a 8. O time de Oakland, mesmo sem grandes atuações individuais, reagiu e terminou o primeiro período perdendo por uma diferença de apenas quatro pontos - 30 a 26.

Uma nova ofensiva do Thunder em que o time anotou 14 pontos, enquanto os Warriors fizeram apenas três, deixou o time em vantagem de 58 a 43. E com ótima atuação ofensiva, a equipe foi ao intervalo vencendo por 72 a 53.

Na volta do intervalo, liderado por 17 pontos de Thompson, os Warriors equilibraram o duelo, mas sempre ficando atrás do placar, mas chegando a diminuir a sua desvantagem para seis pontos - 80 a 74. Não foi suficiente, porém, para empreender uma reação, especialmente no último quarto, quando, com boa atuação da sua defesa, o time de Oklahoma assegurou o triunfo sem sustos, por 118 a 94.

Agora o Thunder tem três chances de assegurar a classificação para a final da NBA e evitar que os Warriors se tornem a décima equipe da liga a conseguir uma virada após estar perdendo uma série por 3 a 1.

Nesta quarta-feira, o Cleveland Cavaliers recebe o Toronto Raptors para o quinto jogo da final da Conferência Leste. A série está empatada em 2 a 2.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.