Time de Caboclo vence duelo com equipe de Yago e fatura Jogo das Estrelas do NBB

Time de Caboclo vence duelo com equipe de Yago e fatura Jogo das Estrelas do NBB

Conjunto liderado por estrela do São Paulo vence por 30 a 27; Lucas Mariano, do Sesi Franca, ganha o prêmio de melhor jogador da partida

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de março de 2022 | 21h04

O título do Jogo das Estrelas do NBB 2022 tem dono. O time Cablock, comandado por Bruno Caboclo, do São Paulo, venceu o time Monstrinho, capitaneado por Yago, armador do Flamengo, por 30 a 27, e ficou com o troféu desta edição, realizada na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro.

No segundo dia de evento, a disputa pelo título se iniciou com as semifinais do torneio. Na primeira partida, o time Djack enfrentou o time Cablock. Marcada por muita disputa, a partida terminou com vitória da equipe liderada por Caboclo, que triunfou por 35 a 32. Na outra chave, time Deodato e time Monstrinho se enfrentaram, com a equipe de Yago levando a melhor, após vencer a partida por 23 a 21.

Antes mesmo da final, outro evento aguardado pelo público tomou a Arena Carioca 1: a apresentação da bateria da Unidos da Tijuca, que levou um pouco do clima da Sapucaí para a quadra. 

Passada a apresentação, time Cablock e time Monstrinho, enfim, entrararam em quadra para definir o título do Jogo das Estrelas do NBB 2022. Logo no primeiro quarto, o time Cablock mostrou superioridade e encerrou a primeira parte da partida com vantagem no placar: 15 a 13. No quarto derradeiro, a vantagem foi mantida e a equipe triunfou por 30 a 27.

Após o fim do jogo, Lucas Mariano, do Sesi Franca, que defendia a equipe Cablock no evento, foi eleito o melhor jogador da partida e faturou o troféu de ‘King of the Match’. Já o cestinha da partida foi Lucas Dias, também do time Cablock, que anotou 18 pontos na final.

Antes mesmo dos jogos deste sábado, o primeiro dia do Jogo das Estrelas 2022 foi agitado na sexta-feira. O início do evento ficou por conta da partida entre Flamengo e Paulistano, em jogo válido pelo NBB. O triunfo ficou para a equipe carioca que venceu por 73 a 70, após um duelo eletrizante decidido nos últimos segundos. Com o apito final, veio a parte musical do evento. MC Gari Sorriso foi o primeiro a entrar em quadra ao som do samba da Mangueira. Na sequência, MC Marcinho tomou o microfone e deu sequência na festa.Entre os desafios, o público pôde acompanhar as apresentações de Ice Crew e de Man Jackson.

Ainda houve espaço para homenagens. o treinador Paulo Chupeta, primeiro campeão do NBB, e o armador Gegê foram homenageados em quadra. Paulo Chupeta recebeu um quadro estilizado. Já o atleta, pentacampeão do torneio, ganhou uma bola estilizada com uma arte exclusiva para ele.

 Já nos desafios, Kyle “Zoom” Fuller, ala/armador do Corinthians, venceu o torneio de habilidades. Já no desafio dos 3 pontos, o argentino Santi Scala, do Franca, anotou 24 pontos, igualou o recorde de Shamell e ficou com o troféu. Por fim, na disputa de enterradas, Túlio da Silva, do Flamengo, foi o grande vencedor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.