Kevin C.Cox/AFP
Kevin C.Cox/AFP

Toronto Raptors e Boston Celtics vencem de novo e abrem 2 a 0 nos playoffs da NBA

Enquanto o time canadense venceu no sufoco o Brooklyn Nets, a franquia de Massachusetts sobrou e bateu o Philadelphia 76ers

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2020 | 00h38

Toronto Raptors e Boston Celtics obtiveram mais uma vitória nos playoffs da NBA, na "bolha" no complexo da Disney, em Orlando, e abriram 2 a 0 sobre Brooklyn Nets e Philadelphia 76ers, respectivamente. Enquanto o time canadense venceu no sufoco, por 104 a 99, a franquia de Massachusetts sobrou e triunfou por 128 a 101.

Ao contrário do que ocorreu no primeiro jogo da série, os Nets cometeram menos erros, ofereceram resistência aos Raptors e a partida foi mais equilibrada. Pesaram a favor do atual campeão o poder de decisão de Norman Powell e a consistência de Fred VanVleet. Ambos anotaram 24 pontos e foram os cestinhas da partida.

VanVleet ainda atingiu um "double-double", já que, além dos 24 pontos, deu 10 assistências. Pascal Siakam e Kyle Lowry também se destacaram e deixaram a quadra com 19 e 21 pontos, respectivamente. Pelo lado da equipe de Nova York, Garrett Temple foi o melhor, com 21 pontos. O terceiro jogo da série melhor de sete do Leste será na sexta-feira.

Já o Boston Celtics contou com nova atuação de destaque de Jayson Tatum para derrotar o Philadelphia 76ers com tranquilidade e conquistar o segundo triunfo no duelo pelo Leste. Destaque na primeira partida, o jovem de 22 anos desequilibrou novamente e registrou 33 pontos.

Tatum também contribuiu com cinco rebotes e o mesmo número de assistências e teve o auxílio da dupla Jaylen Brown (20 pontos) e Kemba Walker (23 pontos) no ataque. A equipe de Boston exibiu um bom aproveitamento nos arremessos de três, armou uma defesa forte e contou também com performances satisfatórias dos que vieram do banco.

O astro Joel Embiid novamente acabou ofuscado. O pivô camaronês foi o cestinha do confronto e anotou um "double-double" de 34 pontos e 10 rebotes, mas sua equipe não esteve na mesma sintonia que ele. Os que mais tentaram ajudá-lo foram Josh Richardson, dono de 18 pontos, e Tobias Harris, com 13 pontos e 11 rebotes. O brasileiro Raulzinho Neto esteve em quadra por 15 minutos e registrou cinco pontos e três assistências. A próxima partida entre os times será na sexta-feira.

 

Em outro duelo desta quarta, pelo Oeste, o Utah Jazz, depois de perder o primeiro jogo na prorrogação, superou o Denver Nuggets por 124 a 105 e deixou a série empatada em 1 a 1. A franquia de Salt Lake City cresceu no terceiro quarto e contou com a atuação decisiva de Donovan Mitchell, cestinha com 30 pontos e que também concedeu oito assistências.

Jordan Clarkson também chamou a atenção ao anotar 26 pontos, e o francês Rudy Gobert se destacou pela boa marcação de Nikola Jokic no garrafão, inclusive com um belo toco. Mesmo assim, o pivô, ao lado de Michael Porter Jr, foram os melhores dos Nuggets. Ambos fizeram 28 pontos e o sérvio ainda pegou 11 rebotes. Os rivais voltam a se enfrentar nesta sexta-feira, no Jogo 3 da série.

Os playoffs da NBA seguem nesta quinta-feira com o Jogo 2 de outras quatro séries. Pelo Leste, o Miami Heat vai tentar abrir 2 a 0 contra Indiana Pacers e o Milwaukee Bucks, melhor time da conferência na temporada regular, busca o primeiro triunfo contra o Orlando Magic. No Oeste, é o mesmo objetivo do Los Angeles Lakers diante do Portland Trail Blazers. Já o Houston Rockets vai atrás do segundo triunfo sobre o Oklahoma City Thunder.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.