Treinador de basquete é demitido por fazer saudação nazista

Christian Boyschau, do Tonder Handbold, também ameaçou árbitro de partida com citações nazistas

Ansa

28 de janeiro de 2008 | 17h25

O treinador da equipe dinamarquesa feminina de basquetebol TM Tonder Handbold, do sul da região da Jutlândia, Christian Boyschau, foi despedido por fazer a saudação nazista e ameaçar o árbitro durante uma partida.  A informação foi dada nesta segunda-feira pelo jornal Der Nordschleswiger, ainda que o fato tenha acontecido em 11 de janeiro, quando Boychau presenciava uma partida de categorias inferiores na qual jogava seu filho. Boyschau gritou "comentários depreciativos" ao árbitro referindo-se ao fato de pertencer à minoria de origem alemã e o ameaçou de "forma violenta", segundo informou o próprio clube no comunicado oficial.

Tudo o que sabemos sobre:
basquete/ nazismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.