TV aberta mostra Nacional de basquete

O Campeonato Nacional Masculino de Basquete começa domingo, com 16 equipes, e a principal novidade é a transmissão de jogos por um canal aberto de TV. Este será o nono ano consecutivo que a SporTV (tevê a cabo, que fechou 2003 com 3,4 milhões de assinantes no Brasil) transmite o basquete, às sextas-feiras e domingos. Mas nessa 15.ª edição do torneio, pela primeira vez, os jogos também serão mostrados, aos sábados à noite ou domingos de manhã, pela RedeTV!, na mesma grade da programação esportiva da emissora que incluiu a NBA e o campeonato inglês de futebol. A estréia do basquete na TV aberta será domingo, às 11 horas, com o jogo Universo/Ajax e Tijuca/Del Valle, em Goiânia, com o sertanejo Leonardo cantando o Hino Nacional. A grade é administrada pela Top Sports empresa que pretende, criar, aos poucos, o envolvimento do público com o basquete brasileiro, seguindo um modelo da NBA - com sorteio de brindes, votação na jogada mais bonita, pela internet e telefone, etc. Carlos Moreira Jr., da empresa de marketing, assegura que a Confederação Brasileira de Basquete (CBB) não teve de pagar nada para ver o seu campeonato na TV, a não ser permitir o direito do "produto basquete". A SporTV também concordou com a entrada da RedeTV!. Quem comemorou foi o presidente da CBB, Gerasime Grego Bozikis, que veio a São Paulo, para lançar o torneio, com destaque, mesmo tendo de engolir a frustração da seleção brasileira masculina ter ficado fora da Olimpíada de Atenas. "É uma lástima, mas nossas meninas vão ter trabalho dobrado." Sobre o Nacional, espera que o campeonato, com tevê aberta, ajude a consolidar o projeto da CBB de ter apoio do grupo Eletrobras, com a marca Furnas, para o basquete masculino. A Eletrobras apóia a seleção feminina - a expectativa é de que o investimento seja de R$ 6 milhões em 2004, mais cerca de R$ 1,6 milhões da Lei Agnelo Piva.

Agencia Estado,

22 de janeiro de 2004 | 18h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.