John G. Mabanglo/EFE
John G. Mabanglo/EFE

Último post de Kobe foi mensagem para LeBron James: 'Continue a evoluir no jogo'

Ambos foram companheiros atuando pela seleção dos Estados Unidos e ganharam duas medalhas de ouro em Olimpíadas

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de janeiro de 2020 | 09h03

LeBron James estava desolado ao desembarcar em Los Angeles neste domingo, dia 26, horas depois da confirmação da morte de Kobe Bryant, de sua filha Gianna e de outras sete pessoas em um acidente aéreo em Calabasas, na  Califórnia, Estados Unidos. Foi exatamente direcionado para LeBron o último post de Kobe nas redes sociais. Na mensagem, a lenda do Los Angeles Lakers parabenizou o amigo por ultrapassá-lo na lista de maiores pontuadores da história da NBA.

"Continue a evoluir no jogo King James (apelido de LeBron). Muito respeito, meu irmão", escreveu Kobe.

No sábado, o Los Angeles Lakers, líder da Conferência Oeste, foi derrotado pelo Philadelphia 76ers por 108 a 91. Apesar do revés, LeBron fez 29 pontos e chegou à marca de 33.655 na carreira, ultrapassando Kobe, que tinha 33.643, e se tornou o terceiro maior pontuador da liga norte-americana de basquete, empurrando o amigo para a quarta posição. O feito foi alcançado justamente na Pensilvânia, estado onde Kobe nasceu.

LeBron e Kobe sempre foram vistos como rivais dentro de quadra. Mas a disputa jamais afetou a amizade deles fora dela. Os dois ganharam duas medalhas de ouro atuando juntos pela seleção dos Estados Unidos. Isso aconteceu nos Jogos Olímpicos de Pequim-2008 e Londres-2012.

Dentre tantos feitos, Kobe Bryant foi cinco vezes campeão da NBA e eleito para o All-Star Game, o Jogo das Estrelas da liga, em 18 oportunidades. Além dos prêmios como jogador, ele também soma em seu currículo de premiações um Oscar em 2018 com a animação Dear Basketball. O domingo foi de muita homenagem, com amigos e pessoas próximas se manifestando pelas redes sociais. A NBA pensou em cancelar a rodada, mas manteve os jogos do dia.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.