Um Mundial cheio de boas promessas

Mesmo em um esporte coletivo como o basquete a disputa pelo posto de astro ? o jogador, que, individualmente, faz o espetáculo ? está aberta. Cada uma das 16 seleções que participam da 14.ª edição do Campeonato Mundial de Indianápolis aposta em jogadores-chave, com a responsabilidade de conduzir a equipe e ainda assustar rivais. Segundo as agências internacionais, o armador e capitão da seleção brasileira Marcelinho, de 27 anos, é o destaque do time. Experiente, caberá a ele dar tranqüilidade a atletas como Anderson Varejão, que, pela juventude, perdem muitas vezes o controle tático da partida. Em Indianápolis, Marcelinho só brigará pela posição de astro com o próprio Anderson, pois Maybyner Nenê Hilário, que se tornou a sensação do basquete nacional após assinar contrato com o Denver Nuggets, da NBA, estará ausente por contusão. O veterano Reggie Miller, do Indiana Pacers, que integrou os Dream Teams campeões nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996, e no Mundial de Toronto, em 1994, vai liderar a seleção dos Estados Unidos. Excelente nos arremessos da linha dos três pontos, tem a experiência de 15 temporadas na NBA (1.173 partidas e 22.623 pontos, média de 19,3 por jogo). O espanhol Pau Gasol, que também atua na NBA ? foi o novato do ano na última temporada, defendendo o Memphis Grizzlies ? é o astro da sua seleção. O ala-pivô de 2,13 m, com suas cestas espetaculares e facilidade para livrar-se da marcação e passar a bola, conseguiu a admiração do exigente ? e, às vezes, cruel ? público norte-americano. Predrag Stojakovic, da Iugoslávia, de 24 anos, é um dos melhores arremessadores da NBA. Sua habilidade ajudou a colocar o Sacramento Kings na elite da NBA. No Campeonato Europeu, ao lado do capitão Dejan Bodiroga, foi o cestinha da seleção. O chinês Yao Ming, de 22 anos e 2,29 m, é o jogador mais alto do Mundial. Wang Zhizhi, pivô do Dallas Mavericks, foi dispensado pela Federação de Basquete da China por ter se recusado a treinar com a seleção por causa de compromissos com a NBA.

Agencia Estado,

28 Agosto 2002 | 18h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.